Mostra, que reúne doze figurinos completos de quatro enredos diferentes, pode ser vista até dia 28 de fevereiro

Para matar a saudade dos grandes desfiles do Bloco da Vida em Volta Redonda, o Sider Shopping abre neste sábado de Carnaval (13) uma exposição com fantasias de quatro enredos diferentes do grupo. A mostra vai ocupar os corredores do centro comercial até o dia 28 de fevereiro. Os clientes verão doze manequins com figurinos completos, representando as principais alas do bloco.

O secretário municipal de Cultura, Anderson de Souza, afirmou que embarcou na iniciativa do shopping de imediato. “É uma oportunidade única. Neste momento difícil, onde as festas carnavalescas não poderão acontecer por conta da pandemia, a exposição das fantasias do nosso bloco em um ambiente seguro, será uma celebração para todos os amantes da vida e do carnaval”, acredita.

O carnavalesco Paulo Bernardo, que criou os figurinos, separou peças marcantes para a exposição. Do enredo “Flumen Fulmini Flexit – O Rio Ante o Raio Dobrou-se” estará a composição do carro Abre Alas com a fantasia índios Puris Colorados; para lembrar “Lendas Fabulosas de Reinos Escondidos e Mundos Perdidos”, a fantasia “Hy Brasil – Ilha Fantasma”; “De lá pra cá continuo a navegar, nas ondas do ar hei de desbravar” será representado pela fantasia da madrinha de bateria: “Azul da Cor do Mar”; e do enredo “Do alto a Terra é Azul”, a ala “Poluição dos Mares” estará no shopping.

HISTÓRIA – O Bloco da Vida foi fundado em 1998, no primeiro mandado de Antonio Francisco Neto como prefeito de Volta Redonda. É o primeiro e o maior bloco de Carnaval da terceira idade do Brasil. O Bloco da Vida chegou a ter 1,5 mil componentes. Os foliões do bloco têm mais de 55 anos e a maioria faz parte dos projetos para Melhor Idade das secretarias municipais de Esporte e Lazer (Smel) e Ação Comunitária (Smac).

“O Bloco da Vida é o símbolo do Carnaval em Volta Redonda e, assim que a pandemia da Covid-19 passar, vamos trabalhar para colocar o bloco na rua novamente. O desfile do Bloco da Vida traz alegria para quem participa e para quem assiste, temos que manter esta tradição”, falou Anderson de Souza.