Valor foi pago nesta sexta-feira (5) pela prefeitura; Smac realiza recadastramento dos beneficiários

A Smac (Secretaria Municipal de Ação Comunitária), através das equipes dos CRAS (Centros de Referência de Assistência Social), começou a fazer nesta sexta-feira, dia 05, o pagamento do aluguel social de novembro do ano passado. O benefício, de R$ 400, atende em torno de 240 famílias que tiveram suas casas condenadas pela Defesa Civil e estava em atraso desde a última administração.

De acordo com o secretário de Ação Comunitária, Munir Francisco, as equipes da Smac estarão fazendo um recadastramento dessas famílias, com base em um relatório socioeconômico feito por funcionários dos CRAS. O procedimento deve durar até a próxima semana.

“Estamos fazendo o recadastro dessas famílias, que nada mais é do que uma atualização, para saber se ainda existe a necessidade de estarem incluídas no aluguel social. Esse benefício é de três meses, podendo ser estendido por mais três. Ele é destinado para aquelas pessoas que tiveram o imóvel próprio condenado pela Defesa Civil e não tinham condições de ficarem em casas de parentes e amigos; ou até mesmo de pagar um aluguel, até que a situação de vulnerabilidade social seja cessada”, explicou Munir.

Para Jaldelina Alves, moradora do Conforto, o benefício é de extrema importância.

“Se eu não tivesse recebendo aluguel social eu não ia ter condição de pagar um lugar para morar. Ele é vital para mim”, afirmou.

Foto: Divulgação/PMVR