Município sediou a 5ª Reunião do APL do Café do Vale do Café na tarde desta sexta-feira, 19

Volta Redonda sediou a 5ª Reunião do APL (Arranjo Produtivo Local) do Café do Vale do Café na tarde desta sexta-feira, 19. O objetivo do encontro foi aproximar os setores da cadeia produtiva do café nos municípios que integram região turística do Vale do Café. Os secretários municipais de Desenvolvimento Econômico e Turismo, Sérgio Sodré, e de Cultura, Anderson de Souza, receberam representantes e produtores de café da região na Biblioteca Municipal Raul de Leoni, na Vila Santa Cecília.

O secretário de Desenvolvimento Econômico de Volta Redonda, Sérgio Sodré, agradeceu a presença de todos e afirmou que acredita que o estimulo a cultura de consumo do café, valorizando empresas tradicionais como as que estão em Volta Redonda, e estimulando novos produtores de cafés especiais vai gerar desenvolvimento econômico para a região”, disse, lembrando o empenho da diretora de Turismo da secretaria, Débora Cândido, na realização do evento.

O secretário de Cultura, Anderson de Souza, ressaltou que o turismo e a cultura andam juntos e que, em Volta Redonda, a parceria entre as duas secretarias é constante. “É muito bom ver tantos parceiros reunidos aqui hoje com vistas ao crescimento do turismo e da economia em nossa região”, falou.

A apresentação do APL (Arranjo Produtivo Local) do Café do Vale do Café ficou por conta do secretário de Desenvolvimento Econômico e Turismo do município de Vassouras, Wanderson Farias.

“Encerramos o ano de reuniões do Café do Vale do Café hoje em Volta Redonda. O APL teve início em Vassouras e como é uma iniciativa que envolve mais municípios, visando o desenvolvimento coletivo, já passou por Conservatória, distrito de Valença, Mendes e Pinheiral. O objetivo é incentivar quem quer produzir o café gourmet, especial, para valorizar ainda mais o potencial turístico da região”, explicou, citando os produtores e comerciantes presentes no encontro.

Entre eles, Paulo Roberto Santos, vice-presidente da Ascarj (Associação dos Cafeicultores do Estado do Rio de Janeiro) e proprietário da Fazenda Florença, que foi homenageado por seu café ter sido premiado no evento Rio Coffee Nation 2021, realizado em outubro. Ele encerrou os painéis da tarde com a palestra “Café e Turismo”.

Também estavam na reunião o secretário de Estado de Turismo, Gustavo Tutuca; Daniel Freitas da Secretaria de Estado de Desenvolvimento Econômico; o presidente da Emater, Marcelo Costa; o deputado Federal Antônio Furtado; o vereador Hálisson Vitorino; o coordenador Estadual de Agronegócio do Sebrae-RJ, Marcos Augusto Vasconcellos, e a coordenadora regional Paola Trenchini.

O deputado Federal Antônio Furtado parabenizou a iniciativa e afirmou que ações como esta movimentam a economia e colocou seu gabinete à disposição. “No que puder colaborar como membro do legislativo, estou com vocês”, afirmou.

O secretário de Estado de Turismo, Gustavo Tutuca, ressaltou a importância do encontro para o setor, um dos mais afetados pela pandemia da Covid-19. “Ouve-se muito que o Rio tem vocação para o turismo, mas ações efetivas como esta é que potencializam essa realidade. Esta região é conhecida como Vale do Café pelo contexto histórico e, agora, investindo em café de qualidade e no turismo de experiência tem tudo para se firmar neste nicho”, disse, afirmando que o turismo ao ar livre está em alta e a experiência de conhecer a fazenda, ver a colheita, a torra, moer o café e depois fazer a degustação vai chamar atenção para a região.

Evento contou com quatro palestras sobre o tema Café do Vale do Café

Marcelo Costa, presidente da Emater (Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural do Estado do Rio de Janeiro), ligada à Secretaria de Estado Secretaria de Agricultura, Pecuária, Pesca e Abastecimento, falou sobre o Selo Café.

A empresária Adriana Oliveira, do Café Favorito, abordou o tema “Expertise no Beneficiamento de Café”; e Bernardo Costa, coordenador do curso de Engenharia de Agronegócios, na Escola de Engenharia da UFF (Universidade Federal Fluminense) falou sobre “Tendências para o consumo do café”. O encerramento ficou por conta do empresário Paulo Roberto Santos com o tema “O Café da Fazenda Florença: Café e Turismo”.

O evento ainda contou com exposição de artesanato “Conheça o Arigó” e mostra “Cafés e o Vale”, com estandes das empresas Café Favorito, de Volta Redonda; Rei Judá, de Pinheiral; Café Florença, de Valença; Escola de Café, de Vassouras; Café Mata Atlântica, de Miguel Pereira; Fazendas Históricas do Café e Museu do Café; Café Chácara Modelo, também de Vassouras.

Foto: Divulgação Secom/PMVR