Além de comemorar a data, em 25 de novembro, objetivo é captar doadores e garantir estoque para demanda do fim do ano

O Núcleo de Hemoterapia de Volta Redonda lança a “Semana do Doador Voluntário de Sangue”, entre os dias 22 e 26 de novembro, em comemoração ao Dia Nacional do Doador Voluntário, que é dia 25. Além de lembrar a data, o objetivo é aumentar as doações de sangue no período que antecede as festas de fim de ano, quando a demanda por hemocomponentes é maior. O Banco de Sangue funciona no Hospital São João Batista e a captação de doadores é feita das 7 às 13h, de segunda a sexta-feira.

O coordenador técnico do Núcleo de Hemoterapia, o médico hematologista, Luiz Gonzaga Lula de Oliveira Lima, afirmou que a campanha pretende conscientizar a população sobre a importância de doar sangue e, principalmente, valorizar o doador voluntário. “Estas pessoas altruístas, que comparecem para doar espontaneamente, merecem nossos agradecimentos e os parabéns. Elas fazem a diferença, salvam vidas”, disse.

Ele acrescentou que, desde julho deste ano, período em que passou a atuar no Banco de Sangue de Volta Redonda, há déficit de doações em relação às transfusões realizadas. “O ideal seriam 600 doações por mês e, de maio a outubro deste ano, setembro foi o mês com mais coletas, 426 no total, e mesmo assim o número de transfusões foi maior”, contou Lula.

O médico deixou claro que doar sangue não oferece risco ao doador. Antes fazer o procedimento, todos passam por triagem clínica. “O Núcleo de Hemoterapia de Volta Redonda conta com equipe multiprofissional e é responsável pela captação, coleta, processamento, imunohematologia e expedição das bolsas. Apenas a sorologia é feita no HemoRio”, falou Lula.

O trabalho da equipe separa os hemocomponentes (hemácias, plasma e plaquetas). A hemácia é o componente mais usado em caso de acidentes e ocorrências como AVC (Acidente Vascular Cerebral) hemorrágico, que aumentam no fim do ano. Por isso, a importância de garantir o estoque. A duração deste componente é de 42 dias.

O Banco de Sangue, que é destaque no Estado do Rio de Janeiro, pela estrutura técnica e equipamentos de última geração, conta com o médico hematologista, enfermeiros, biólogos, técnicos de enfermagem, técnicos em laboratório, administrativos e auxiliar de serviços gerais.

O Núcleo de Hemoterapia atende quatro unidades em Volta Redonda. O próprio Hospital São João Batista (HSJB), onde funciona, é seu principal cliente por ser o maior hospital público do Sul Fluminense, Hospital Municipal Dr. Munir Rafful (HMMR), Hospital Nelson dos Santos Gonçalves (antigo Cais Aterrado) e o HINJA. E mais: ainda fornece hemocomponentes para uma unidade em Pinheiral e outra em Piraí.

Quem pode ser doador de sangue

Pessoas entre 16 e 69 anos (menores de 16 e 17 anos precisam da autorização dos pais ou responsáveis);
Estar em boas condições de saúde (quem apresentar febre, gripe ou outras infecções não devem doar sangue;
Pesar no mínimo 50 kg;
Estar descansado (ter dormido pelo menos 6 horas nas últimas 24 horas);
Estar alimentado (se comer alimentos gordurosos é necessário aguardar por 3 horas antes de doar);
Apresentar documento original com foto, que permita o reconhecimento do candidato, emitido por órgão oficial;
Aguardar 02 dias se foi vacinado contra a Covid-19 com a vacina CoronaVac;
Aguardar 07 dias se foi vacinado contra a Covid-19 com outro imunizante.

 

Foto: Secom/PMVR