Nesta fase estão previstas 280 cirurgias e mais de 400 procedimentos, entre consultas pré-operatórias e revisões pós-cirurgia

A Prefeitura de Volta Redonda, por meio da Secretaria Municipal de Saúde (SMS), iniciou nesta terça-feira, dia 05, a quarta etapa do programa “Revi-VER” para cirurgias de catarata. De acordo com a secretaria, estão previstas nessa fase 280 cirurgias e mais de 400 procedimentos médicos, entre consultas pré-operatórias e revisões pós-cirurgia.
Os atendimentos dessa etapa vão até o dia 07 e serão retomados no dia 25 deste mês. Os pacientes são acolhidos na Ilha São João, onde as cirurgias de catarata são feitas dentro de um centro cirúrgico oftalmológico móvel, em um veículo adaptado e instalado no local.
O projeto foi criado para zerar a fila de espera pela cirurgia de catarata, os pacientes esperavam pelo chamamento há mais de dois anos. O Revi-VER foi implantado em julho deste ano, no mês de aniversário do município.
Ao todo, a previsão da prefeitura é de efetuar mais de 4,5 mil cirurgias até o fim do projeto. O diferencial da iniciativa do governo municipal é que além da cirurgia, os pacientes fazem exames pré-operatórios gratuitos e são acompanhados após a intervenção cirúrgica.

Como participar do projeto Revi-VER?

Qualquer morador de Volta Redonda que já tenha sido diagnosticado com catarata pode se inscrever. O interessado ou familiar deve procurar o DIPA – Departamento de Informação, Programação e Avaliação - que fica na Secretaria de Saúde, no antigo hospital Santa Margarida, no bairro Niterói, de segunda a sexta-feira, das 8 às 17 horas.

É preciso levar cartão do SUS ou CPF e documento com foto do paciente, além de um número de telefone para contato. Não é necessário ter encaminhamento oftalmológico, pois haverá avaliação médica antes do procedimento cirúrgico.

 

Foto: Divulgação/PMVR