Ação, no térreo do Memorial Getúlio Vargas, na Vila, neste domingo, dia 03, será voltada para prevenção e cuidados com o câncer de mama

As responsáveis pelo projeto “Mulheres Incríveis”, que inclui exposição de fotografias e um livro, a fotógrafa Fabíola Ito, especialista em retratos femininos, e a funcionária pública Kátia Teobaldo, participam de atividades de conscientização pela Primavera Rosa, que alerta para os cuidados com a saúde da mulher. A ação, na manhã deste domingo, dia 03, na Praça Rotary, térreo do Memorial Getúlio Vargas, na Vila Santa Cecília, envolve parte das 20 modelos que estão na edição 2021 da exposição que entra em cartaz no Espaço das Artes Zélia Arbex, no dia 24 de outubro.

A exposição “Mulheres Incríveis” reúne fotografias de mulheres que passaram pelo tratamento do câncer de mama e pela mastectomia. O objetivo é criar uma mensagem de otimismo e superação, conscientizando a população a respeito da prevenção e do diagnóstico precoce do câncer de mama. E é com este foco que elas participam das atividades na Vila, conversando com a população. Também haverá a participação de um profissional de educação física, que vai mostrar exercícios indicados para este público.

As atividades de conscientização para importância da prevenção e do diagnóstico precoce chamam atenção para a Primavera Rosa. A ação da Prefeitura de Volta Redonda inclui a ampliação da oferta de mamografias; e do papanicolau, além da intensificação da vacina contra o HPV, como prevenção ao câncer ginecológico. E ainda prevê palestras virtuais sobre temas diversos como sexualidade, prevenção a doenças sexualmente transmissíveis, parto humanizado e outros, até o dia 20 de dezembro.

O projeto ‘Mulheres Incríveis’
Cerca de 100 mulheres com histórico de câncer de mama já posaram para as lentes da fotógrafa Fabíola Ito, desde 2018, primeiro ano da exposição. Também em 2028, Fabíola escreveu um livro com o relato das retratadas sobre o período de tratamento, de aceitação e superação da doença. Agora, o livro será reeditado com novos depoimentos e lançado na Flip (Festa Literária Internacional de Paraty) de 2022.

De acordo com Kátia Teobaldo, que também teve câncer de mama, em 2011, todas essas mulheres fizeram o tratamento na Rede Pública de Saúde em Volta Redonda, assim como ela. “O ‘Mulheres Incríveis’ foi o meio para que eu pudesse compartilhar minha experiência para ajudar outras mulheres”, falou, lembrando que a criação de um documentário é uma meta do projeto.
Antes de entrar em cartaz no Espaço das Artes Zélia Arbex, na Praça Rotary, Vila Santa Cecília, no dia 24 de outubro, a mostra poderá ser visitada no Hospital Unimed, a partir do dia 04 de outubro; e no Seleto Business Hotel, a partir do próximo dia 17.

Foto: Fabíola Itto/Divulgação