Indústria se mantém como maior setor gerador de empregos, seguida por Serviços e Comércio

Volta Redonda registrou um saldo de 276 novos trabalhadores contratados com carteira assinada em agosto de 2021. O número é resultado de um total de 2.347 admissões e 2.071 desligamentos. Este é o oitavo mês seguido de resultados positivos da cidade no Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), divulgado pelo Ministério do Trabalho e Previdência.

O setor da Indústria, com saldo positivo de 103, foi mais uma vez o destaque. Ele puxou o número de novos postos de trabalho na cidade, seguido pelos setores de Serviços (91), Comércio (55) e Construção Civil (28). Agropecuária registrou um desligamento.

Os números mantêm Volta Redonda no primeiro lugar na geração de empregos no Sul Fluminense. O secretário municipal de Desenvolvimento Econômico e Turismo (SMDET), Sérgio Sodré, comemorou o resultado que mostra a forte reação, principalmente dos setores de Serviços e Comércio.

“É o oitavo resultado positivo que tivemos neste ano. Os números mostram também uma forte reação que os setores de Serviços e Comércio tiveram, sendo que esses foram um dos mais prejudicados na pandemia de Covid-19. A nossa expectativa é bastante positiva com a recuperação da atividade econômica, até porque o prefeito Neto está tomando uma série de medidas para manter a economia do município aquecida e essas novidades serão anunciadas em breve”, revelou o secretário.

De janeiro a agosto, Volta Redonda admitiu 17.978 trabalhadores formais e registrou 15.229 demissões. Saldo positivo de 2.749 empregos. No acumulado do ano, a Indústria lidera o ranking de atividade econômica com maior geração de emprego no município, com saldo positivo de 1.178, Serviços em segundo com 871, seguido por Comércio com 474 e Construção Civil, 232. O setor de Agropecuária com seis demissões segue sendo o único com números negativos no balanço.

 

Foto: Geraldo Gonçalves- Secom/PMVR