Campanha terá início no dia 4 de outubro para crianças e adolescente atualizarem caderneta de vacinação nas Unidades de Saúde

A Prefeitura de Volta Redonda, por meio da Secretaria Municipal de Saúde (SMS), inicia nesta quinta-feira, dia 30, uma capacitação para profissionais da Atenção Básica (UBS e UBSF) atuarem na Campanha Nacional de Multivacinação. A iniciativa tem por objetivo atualizar a caderneta de vacinas de crianças (0 a 11 anos) e adolescentes (12 a 17 anos) para proteção de todas as doenças que podem ser evitadas com a vacinação. Entre os alvos da campanha estão doenças como: poliomielite, sarampo, caxumba, rubéola, hepatites e HPV.

A capacitação será promovida pela Vigilância em Saúde de Volta Redonda e terá dois dias de duração – até sexta, dia 1º– no auditório da prefeitura. Os treinamentos acontecerão em dois períodos, de manhã e à tarde. Ao todo, 120 profissionais da rede municipal de saúde serão capacitados.

Uma das atualizações do ministério é a suspensão do intervalo da vacina contra a Covid-19 em relação às demais vacinas. Por exemplo, as vacinas de Covid e Influenza (gripe) podem ser ministradas simultaneamente. No Brasil, o Ministério da Saúde segue autorizando a vacinação contra Covid-19 em adolescentes até 12 anos, apenas.

A suspensão do intervalo entre vacinas já foi anunciada pelo ministro-substituto da Saúde, Rodrigo Cruz, que está no comando da Pasta, enquanto o ministro Marcelo Queiroga cumpre quarentena nos Estados Unidos. Uma nota técnica será emitida aos estados e municípios ainda nesta semana com as novas recomendações e diretrizes.

Início da campanha
Em Volta Redonda, a Campanha de Multivacinação terá início no dia 04 de outubro em todas as 46 Unidades de Saúde da rede de Atenção Básica. Os pais ou responsáveis devem procurar qualquer Unidade, de preferência a mais próxima da residência, de 08h às 16h, até o dia 29 de outubro.
Há nove postos que funcionam com horário estendido para atendimento, até as 21h: São João, 249, Vila Mury e Volta Grande. Locais que funcionam até as 18h: Siderlândia, Vila Rica/Tiradentes, São Geraldo, Santo Agostinho e Santa Cruz.

Documentos
É importante comparecer aos locais de vacinação com o cartão de vacina da criança ou do adolescente, cartão do SUS ou CPF em mãos, conforme destaca o coordenador da Vigilância em Saúde de Volta Redonda, médico sanitarista Carlos Vasconcellos.
“É importante que as crianças e adolescentes levem seus comprovantes de vacinação (tanto os cartões da criança/adolescente como comprovantes de campanhas, inclusive da Covid19) que serão avaliados por um profissional de saúde na Unidade a fim de se definir quais vacinas serão aplicadas, bem como o CPF e/ou o número do Cartão Nacional de Saúde (Cartão SUS)”, disse.

Seguindo o Plano Nacional de Imunizações (PNI), o médico ressalta que, crianças até 11 anos devem receber as vacinas do Programa, incluindo a vacina da gripe para os maiores de 06 meses. Enquanto os adolescentes de 12 a 17 anos podem receber todas as vacinas do PNI, incluindo a vacina da gripe e Covid-19 no mesmo dia, seguindo a nova diretriz do ministério.

Ainda segundo o coordenador, um profissional de saúde vai avaliar quais doses precisarão ser aplicadas, mesmo que estejam atrasadas. O objetivo da campanha é intensificar a proteção de todas as doenças que podem ser evitadas com a vacinação.
“Na medida em que haja vacinas em atraso, serão aplicadas e programadas para as datas futuras. É muito importante nesse momento que se consiga essa intensificação porque houve queda do número de vacinados para outras doenças que não a Covid-19 no período da pandemia, seja pelo receio de frequentar Unidades de Saúde ou por outros motivos” explicou Vasconcellos.

‘Dia D’
O dia ‘D’ de intensificação da campanha de Multivacinação em Volta Redonda vai acontecer em 23 de outubro (sábado). Neste dia, todas as Unidades de Saúde ficarão abertas, de 08h às 16h, para aplicar as vacinas necessárias às crianças e adolescentes e também as que foram marcadas para ser feitas nesse público no decorrer da campanha.

 

Foto: Arquivo/PMVR