Prefeitura já prepara vacinação para pessoas com 17 anos sem comorbidades com novas remessas previstas

A Secretaria de Saúde de Volta Redonda já vacinou contra a Covid-19 mais de mil adolescentes com comorbidades, de 12 a 17 anos. Além disso, já deu a terceira dose a mais de 405 idosos com mais de 70 anos. Com isso, o objetivo é proteger ao máximo os grupos de maior risco diante da variante Delta. A terceira dose garante o reforço da imunização nos idosos, já que pesquisas recentes apontaram a queda na proteção oferecida pelas vacinas após seis meses da aplicação da segunda dose.

Nesta sexta-feira, a terceira dose foi ampliada e direcionada para idosos acima de 70 anos, em um público estimado em 1.512 pessoas com a segunda dose vencendo seis meses. A vacinação foi programada para todas as 46 Unidades de Saúde (UBS e UBSF), no horário das 08h às 16h. Da mesma forma, os idosos institucionalizados também estão recebendo a terceira dose da vacina. Equipes de imunização da secretaria estão percorrendo nesta semana as Instituições de Longa Permanência para Idosos (ILPIs). Os cuidadores também estão sendo imunizados com a dose de reforço devido ao manejo com os assistidos. A vacinação da terceira dose também será feita em acamados, através de uma nova busca ativa.

Doses aplicadas
Volta Redonda ultrapassou a marca de mais de 304 mil doses totais aplicadas, segundo a última atualização da secretaria de Saúde. Desse montante, mais de 195 mil são de primeiras doses, o que confere ao município um percentual de 71,45% de toda população alcançada. Também são mais de 109 mil de segundas doses aplicadas, com percentual de 39,87% de toda a população alcançada.
O percentual da cobertura vacinal em Volta Redonda está acima da média nacional no Brasil. De acordo com o último levantamento realizado na quinta-feira (02) do consórcio de imprensa (Globo, Extra, G1, Folha de SP, Uol e o Estado de SP) com as secretarias estaduais de Saúde, o percentual nacional de vacinados com pelo menos uma dose da vacina é de 62,37% e de 30,32% com duas doses.

 

Foto: Geraldo Gonçalves- Secom/PMVR