Município amplia nesta quarta-feira, dia 01, terceiras doses para idosos de 75 anos ou mais, vacinados com a segunda dose até 05 de março

O esquema vacinal contra a Covid-19, montado pela Prefeitura de Volta Redonda através da Secretaria Municipal de Saúde (SMS), contemplou adolescentes, jovens, adultos e idosos do município, nesta terça-feira, dia 31. A prefeitura iniciou a aplicação da terceira dose para idosos acima de 85 anos, avançou na vacinação de adolescentes com comorbidades, de 12 a 17 anos, assim como na aplicação de primeiras e segundas doses.

Ampliação das terceiras doses


A terceira dose será ampliada nesta quarta-feira, dia 01, para idosos de 75 anos ou mais, vacinados com a segunda dose até 05 de março, é necessário ter tomado a segunda dose há seis meses ou mais. Todas as Unidades de Saúde estão aptas a oferecer a dose de reforço, entretanto, há quatro unidades de referência nesse atendimento nos bairros: Conforto, São Geraldo, Vila Mury e Volta Grande, de 08h às 16h. 
É necessário apresentar o cartão de vacinação Covid-19, que comprove a aplicação das vacinas anteriores, documento de identidade ou cartão do SUS. Pessoas acima de 75 anos também podem procurar uma unidade para receber a terceira dose.
Já os que tomaram a segunda dose há menos de seis meses ainda deverão aguardar para tomar a terceira dose, pois o prazo de intervalo entre doses foi determinado pelo Ministério da Saúde.
O reforço da imunização contra o novo coronavírus nos idosos acima de 60 anos é necessário para aumento da resposta imunológica. Pesquisas recentes mostraram que após seis meses de aplicação da vacina a proteção nesse público pode diminuir.

De acordo com o coordenador da Vigilância em Saúde de Volta Redonda, médico sanitarista Carlos Vasconcellos, as pessoas idosas têm o sistema imunológico menos eficiente para resposta de vacinas após um período, por isso, o reforço do imunizante visa à maior proteção desse público, que ainda continua sendo afetado pela doença.

“Há diversos estudos que têm comprovado uma queda na capacidade de imunizada das vacinas, principalmente em pessoas idosas, e imunossuprimidos após seis meses da segunda dose. Nesse sentido, nós da secretaria de Saúde de Volta Redonda estamos iniciando a vacinação de reforço pelos mais idosos acima de 85 anos e vamos progressivamente à medida que tivermos doses o suficiente estar vacinando todos os idosos e imunossuprimidos ao longo dos próximos dias”, disse o coordenador.

Carlos Vasconcellos ainda destacou que em paralelo a imunização da terceira dose, a secretaria de Saúde está garantindo a segunda dose –para quem ainda não tomou as duas doses– e a primeira dose para adolescente, com comorbidades, e também para as pessoas que por algum motivo ainda não tomaram. 

“É importante ressaltar que para a cidade voltar à normalidade é fundamental que a gente tenha toda a população que possa ser vacinada, ou seja, a partir dos 12 anos vacinada. Com isso, queremos convocar todos em esforço para convencer pessoas que ainda resistam à vacinação. É por conta da vacina que nós estamos em uma situação um pouco menos triste em relação ao número de óbitos e caminhamos para melhor ainda mais”, esclareceu o médico sanitarista.

O dia de vacinação


Um dos primeiros idosos que receberam a terceira dose em Volta Redonda foi Sebastião Inácio Rodrigues, prestes a completar 90 anos de idade. Acompanhado de sua filha, o idoso recebeu a dose de reforço na UBSF do bairro Conforto pela manhã.
“Muito feliz com a terceira dose, se é para a minha segurança eu fico contente, a nossa saúde (idosos) tem que ser priorizada. Se Deus quiser vou completar 90 anos no dia 13 de setembro com saúde, isso é um privilégio. Agradeço a prefeitura e ao Ministério da Saúde por essa atitude”, disse o idoso.
Outro vacinado foi Ismar Penna, de 91 anos, que recebeu a terceira dose na UBSF do bairro São Geraldo. “Mais uma dose que temos que tomar, né. Estou seguindo as recomendações do Ministério da Saúde para garantir a continuidade da proteção”, comentou o idoso.

Mais de 300 mil doses aplicadas

Volta Redonda atingiu nesta terça-feira (31) a marca de 300 mil doses contra a Covid-19 aplicadas, sendo mais de 193 mil primeiras doses e 106 mil segundas doses. Os dados referentes às aplicações das vacinas, no entanto, ainda estão sendo preenchidos para envio ao Ministério da Saúde, os números serão em breve atualizados nos próximos boletins epidemiológicos.

Além disso, o município possui a cobertura vacinal de 91,5% referente à aplicação de primeiras doses na população adulta – acima de 18 anos– e de 44,2% em relação à cobertura de segundas doses, na mesma população. A cobertura engloba também os grupos prioritários da campanha de imunização: pessoas com comorbidades, deficientes, profissionais de Saúde, Educação, Transporte, entre outros. Os índices da cobertura vacinal estão entre os melhores do estado do Rio de Janeiro.

 

Foto: Geraldo Gonçalves- Secom/PMVR