Cidade já aplicou mais de 180 mil doses de vacina contra o vírus; número de casos e mortes em decorrência da doença apresenta queda, assim como as taxas de ocupação de leitos

 

Mais de 50 mil pessoas completaram o ciclo de imunização contra a Covid-19 em Volta Redonda, pois já receberam as duas doses das vacinas disponíveis (Astrazeneca, Pfizer e CoronaVac) ou a dose única da Janssen. A Secretaria Municipal de Saúde (SMS) contabiliza que 50.460 pessoas já conseguiram a imunidade máxima possível nesta fase de combate à pandemia. Além disso, o balanço da secretaria aponta ainda que 131.910 primeiras doses foram aplicadas na cidade (quase metade da população total). Assim, Volta Redonda já ultrapassou a marca de 180 mil doses distribuídas entre a população desde o início da campanha de vacinação. 

 

O município manteve a vacinação para pessoas acima de 41 anos nessa semana devido ao baixo estoque de imunizantes. Para reduzir às próximas faixas etárias, Volta Redonda precisa receber novos estoques de vacinas em quantidade suficiente. Essa semana, infelizmente, ainda não houve remessas que permitam isso. A expectativa é que uma nova carga chegue no fim de semana, possibilitando um novo salto na faixa etária a ser vacinada. “A cidade tem capacidade para vacinar, mas dependemos da chegada de doses, que são entregues pelo Governo Federal, para permitir o avanço da vacinação”, disse a secretária de Saúde de Volta Redonda, Maria da Conceição de Souza Rocha.

 

Casos confirmados, internações e mortes estão em queda

 

O número de casos, internações e mortes em decorrência da Covid-19 vem registrando queda há semanas na cidade. As taxas de ocupação de leitos de UTI (Unidade de Terapia Intensiva) e clínica médica estão abaixo de 25% na rede pública e privada.

O número de óbitos confirmados na semana epidemiológica de 27/06/2021 a 03/07/2021 é de apenas seis casos. A estabilidade nos números pode ser conferida nos boletins epidemiológicos divulgados diariamente pela prefeitura. A secretária de Saúde, Maria da Conceição, classificou que a efetividade da vacinação contra a Covid-19 é a grande protagonista do novo cenário que o município se encontra, assim como a região Sul Fluminense, que mantém a notificação de ‘bandeira amarela’, que significa baixo risco de contaminação pelo vírus.

 

Mais de quatro mil teleconsultas realizadas

 

A Prefeitura de Volta Redonda através da parceira inédita com a Unimed local e a plataforma Conexa Saúde ofertou mais de quatro mil teleconsultas. O procedimento online foi lançado em abril deste ano no site da prefeitura: www.voltaredonda.rj.gov.br

Essa foi mais uma medida na luta contra a Covid-19, as teleconsultas são diárias para pessoas que apresentem sintomas da doença. Ao clicar na área de atendimento virtual e fazer cadastro, o paciente é direcionado para a plataforma Conexa. O atendimento é disponibilizado, diariamente, de 8h às 20h horas para pessoas com sintomas do novo coronavírus.

 

Redução no índice de positividade nos exames

 

Além disso, a prefeitura acelerou o diagnóstico da Covid-19, a Rede Municipal de Saúde passou a oferecer o teste de antígeno com resultado no mesmo dia, algumas horas depois do material ser colhido. Os exames de RT-PCR continuam sendo oferecidos na rede pública, que também fazem o diagnóstico da doença.

A secretaria de Saúde pontuou que há também uma redução no índice de positividade nos exames. Na última semana, a média foi de 12% dos testes reagentes e 88% não reagentes. Ou seja, 88% dos exames deram negativos para a Covid-19. Há meses a cidade registrava índice de 40% em torno de resultados positivos para a doença.

 

Medidas de prevenção devem continuar

 

Apesar da evolução positiva dentro da pandemia, a população precisa manter os cuidados, principalmente após a confirmação da nova variante delta (B.1.167) do novo coronavírus – antes conhecido como indiana– na capital (Rio de Janeiro) e, em Seropédica e São João de Meriti, na Baixada Fluminense.

O coordenador da Vigilância em Saúde de Volta Redonda, Carlos Vasconcellos, frisou que as medidas individuais de prevenção à Covid-19 de prevenção devem ser intensificadas. “O uso de máscara é fundamental mesmo para as pessoas que já se vacinaram contra a doença. Além disso, as medidas de higiene pessoal precisam ser reforçadas: lavagem constante das mãos com água e sabão ou álcool 70% e respeitar o distanciamento social”, disse.

 

Foto: Geraldo Gonçalves- Secom/PMVR