Equipe de Atenção Primária à Saúde aplicou 127 doses da vacina contra a Covid-19 e outras 28 contra a Influenza

A Prefeitura de Volta Redonda, através do ‘Consultório na Rua’, vacinou 155 pessoas em situação de rua, sendo que 127 receberam a vacina contra a Covid-19 e outras 28 contra a Influenza (gripe). A população em situação de rua pertence ao grupo prioritário das campanhas de vacinação por determinação do Ministério da Saúde.

O ‘Consultório na Rua' foi criado pelo Ministério da Saúde, formado por equipe da Atenção Primária em Saúde. Em Volta Redonda, a equipe é composta por médico, psicólogo, assistente social, enfermeiro, técnico de enfermagem, auxiliar administrativo e motorista.

O consultório garante a prevenção, promoção e reabilitação da saúde das pessoas em situação de vulnerabilidade. A equipe atende todo o município de Volta Redonda com atendimento itinerante – tendo mapeada a população em situação de rua por território– garantindo acesso à rede de cuidado que o município oferece. Os usuários são atendidos no período diurno e/ou noturno todos os dias da semana.

A Secretaria Municipal de Saúde (SMS) realizou uma reunião na terça-feira, dia 13, com a Rede de Atenção à Saúde, que envolve os setores de urgência e emergência, Saúde Mental e Atenção Primária em Saúde. O objetivo da reunião foi à articulação das ações do Consultório de Rua com a Rede de Atenção à Saúde.

Durante o encontro foi discutido o cuidado com a pessoa em situação de rua, e o desenvolvimento de ações compartilhadas e integradas aos diferentes setores da Rede de Atenção à Saúde, que depende da necessidade de cada usuário.

“Por isso a importância dessa reunião, pois uma rede de saúde que trabalha junto e integrada se potencializa, o atendimento a pessoa em situação de rua é papel de todo profissional do SUS. Está na hora de criarmos uma rede com a porta aberta, articulada e que realmente se volte para as necessidades de cada indivíduo. Parabéns pela iniciativa”, disse a secretária municipal de Saúde, Maria da Conceição de Souza Rocha.

Foto: Divulgação/PMVR