Centro social recebeu o nome da ex-coordenadora do Cras, Tânia Rodrigues de Oliveira, que morreu ano passado, vítima da Covid-19

A Secretaria Municipal de Ação Comunitária (Smac) inaugurou na manhã de sexta-feira, dia 9, o Centro de Referência da Assistência Social (Cras) do bairro Siderlândia. A unidade foi totalmente revitalizada com melhorias em todo o prédio, inclusive, no auditório que é utilizado para reuniões dos grupos de convivência de crianças, jovens e adultos do centro social. Com a reforma, o Cras volta a oferecer os serviços da assistência social e oficinas de geração de renda e aulas de inclusão digital, que serão realizadas no Telecentro.

Durante a cerimônia, o grupo de teatro liderado pelo professor Washington apresentou uma peça em homenagem à ex-diretora do Cras do Siderlândia, Tânia Rodrigues de Oliveira, que foi agraciada com o nome da unidade. Tânia era orientadora pedagógica, trabalhou na Smac por quase 20 anos e faleceu no ano passado, vítima da Covid-19.

“Quem trabalhou com ela sabe o quanto lutou e se dedicou à assistência social. Tenho certeza, que onde quer que ela esteja, está muito feliz. Ela dizia para gente; que quando mudasse a gestão, ela estaria na Smac. E hoje, temos gratidão por vocês nos darem este presente com a lembrança do nome da minha mãe aqui neste local, onde ela trabalhou por vários anos”, disse a filha da homenageada, Roberta Oliveira Rodrigues, discursando emocionada ao lado do irmão Thiago, da filha Maria Luiza e do tio Wanderlei.

Rosane Marques, a Branca, diretora do Departamento de Proteção Básica Social, disse que a unidade já havia sido reaberta no início do ano, mas a revitalização marca a chegada de novas atividades no Cras. “É um pontapé inicial com a equipe toda organizada e tudo funcionando, para que a Assistência esteja junto com a rede da Saúde, Educação, Esporte e Lazer para fazermos um trabalho bonito aqui no Cras, com projetos para pessoas de zero a 100 anos”, disse Rosane, que chamou a coordenadora do Cras, Luziete Amaral, para apresentar a equipe que atuará na unidade.

O presidente da associação de moradores, Fernando Pereira de Souza, o “Fernando do Gás”, agradeceu ao secretário de Ação Comunitária, Munir Francisco, por começar a atuar no bairro. “O nosso bairro já está recebendo a atenção do governo e agradecemos ao Munir e ao Neto. Temos muitos problemas, mas acredito que aos poucos tudo estará sendo resolvido. Este Cras mostra que o governo está presente aqui. Podem contar com a comunidade do Siderlândia”, afirmou Fernando.

Uma das ações do Cras são as reuniões e os projetos para a Melhor Idade. O coordenador do grupo de convivência Tempo de Esperança, Danilo Cândido, celebrou a reforma do Cras e disse que os idosos já estão se reunindo para voltar as atividades. “Vamos voltar com a corda toda e reuniremos mais de 80 idosos. Esse Cras é muito importante para nós”, disse Cândido.

Reestruturando a Assistência Social
Munir Francisco agradeceu aos familiares da antiga coordenador do Cras por aceitarem a homenagem. “A Tânia foi um exemplo de profissional e deixa saudades em todos nós”, disse Munir, lembrando que quando assumiu a pasta, em janeiro deste ano, encontrou toda a rede de assistência social sucateada.

“Todos os Cras estavam fechados e aos poucos estamos reformando todos eles e devolvendo o Cras à população. Já temos 22 reabertos e até o final do ano todos estarão funcionando. Vamos voltar a ser referência na assistência social, assim como éramos em dezembro de 2016”, declarou Munir, que em seguida, entregou uma cópia do decreto do nome da unidade aos familiares e participou do descerramento da placa inaugural da revitalização.

A cerimônia ainda contou com a presença dos vereadores Cacau da Padaria, Wander Temponi e Luciano Mineirinho, colegas de trabalho da homenageada, representantes das escolas, centros de educação infantil e unidades de saúde secretários municipais e o subdiretor geral do Degase (Departamento de Ações Socioeducativas), Adriano Guedes.

Coluna Reta
Após a cerimônia, os convidados assistiram a uma palestra do ortopedista Juliano Coelho, idealizador do projeto municipal e pioneiro no Brasil “Volta Redonda Coluna Reta”. A iniciativa é dedicada à prevenção e diagnóstico precoce da escoliose idiopática, em crianças e adolescentes entre seis e 18 anos. Durante a palestra, foi avisado aos moradores que haverá consultas gratuitas na Policlínica da Cidadania, no dia 16 de julho, para atender ao público do Siderlândia. Os interessados devem se inscrever na administração do Cras. Um ônibus será disponibilizado para levar e trazer os inscritos.

Foto: Geraldo Gonçalves- Secom/ PMVR