Iniciativa prevê instalação de 581 equipamentos de alta definição com leituras de placas e reativação de cabines da Polícia Militar

O prefeito Antonio Francisco Neto recebeu no início da tarde desta quinta-feira (24), em seu gabinete, o secretário estadual da Polícia Militar, coronel Rogério Figueiredo de Lacerda. Durante o encontro, Neto apresentou o projeto da prefeitura “VR Mais Segura” de aquisição e instalação de 581 novas câmeras com recursos próprios e a reativação das cabines da PM na cidade, em parceria com a corporação. A previsão inicial é que o “VR Mais Segura” seja implantado com um investimento de R$ 4 milhões.

Figueiredo elogiou o projeto apresentado pelo prefeito Neto e destacou que a participação do Poder Público Municipal na área de segurança pública é primordial para se colher bons frutos. O coronel detalhou que o próximo passo é levar a proposta ao governador Cláudio Castro.

“Vamos fazer um convênio integrando a nossa secretaria com a Prefeitura de Volta Redonda. Em todos os locais que a Polícia Militar tem feito parcerias, a redução é significativa em todos os indicadores criminais. E não será diferente em Volta Redonda, principalmente pelo investimento que está sendo proposto. Vamos fazer uma ampliação do policiamento ostensivo e integrado com a tecnologia fará toda a diferença. Esperamos iniciar este trabalho com a prefeitura para poder reduzir ainda mais os números de crimes em Volta Redonda”, afirmou.

As 581 novas câmeras se somarão as cerca de 100 já existentes em Volta Redonda e serão capazes de monitorar a cidade 24 horas por dia. A ideia é que todas essas imagens possam ser monitoradas a partir das cabines da Polícia Militar que serão reativadas. A implantação do sistema, que já ocorre no município, através do Centro Integrado de Segurança Pública (Ciosp), será feita, a princípio, em cinco das nove cabines da PM em Volta Redonda (Santa Cruz, Vila Rica/Tiradentes, Retiro, Ponte Alta e Santo Agostinho).

A expectativa é que mais de 180 mil pessoas, cerca de 60 bairros, sejam atendidas. Junto a isso, o governo municipal também quer realizar o rastreamento via GPS em tempo real nas viaturas da PM e Guarda Municipal. Tudo para garantir uma maior agilidade nas respostas a crimes.

Os equipamentos que serão adquiridos são de alta definição e o sistema de informação é integrado ao Ministério da Justiça e Segurança Pública e ficará disponível para acesso no Ciosp, Risp (Região Integrada de Segurança Pública) e 28º BPM (Batalhão da Polícia Militar). Ao todo, serão 400 câmeras fixas, 140 com movimento de rotação e outras 41 de reconhecimento de placa veicular. Este última com intuito somente de colaborar com a segurança pública, não sendo responsável por infrações de trânsito.

Neto lembrou que quando criou o Ciosp, foi pioneiro na parceria com os órgãos de segurança e quer retomar a união que deu certo.

“Há 15 anos fomos pioneiros na parceria com os órgãos de segurança e queremos retomar. Tornar Volta Redonda referência na Segurança Pública novamente. Serão 581 novas câmeras, além de recuperarmos as que temos. Poucos municípios vão ter isso no Brasil”, afirmou, elogiando o trabalho dos agentes de segurança que atuam em Volta Redonda.

Para a comandante do 28º BPM, tenente-coronel Andréia Campos, que participou do encontro, a união de esforços servirá para aumentar a segurança em Volta Redonda que em breve será sentida pela população. “Esta parceria trará um aumento no número de câmeras de monitoramento e também um reforço no número de policiais militares e viaturas empregadas no policiamento ostensivo. Em breve, a população de Volta Redonda poderá colher os frutos desta parceria entre a Prefeitura de Volta Redonda e a Secretaria de Estado da Polícia Militar”, considerou.

A reunião contou também com a participação do subcomandante do 28º BPM, Gilvan Simão Silva, do comandante da 1ª CIA de Volta Redonda, capitão Paulo Victor e outros oficiais da Polícia Militar. Estiveram presentes ainda: o comandante da Guarda Municipal, João Batista dos Reis, os vereadores Hálison Vitorino, Ednilson 'Vampirinho', Vander Temponi e o secretário municipal da Pessoa com Deficiência, Washington Uchôa.

Foto: Divulgação- Secom/PMVR