Unidade foi reaberta na manhã de quinta-feira, dia 10

A Secretaria Municipal de Ação Comunitária (Smac) reabriu na manhã desta quinta-feira, dia 10, o Centro de Convivência Diocélio da Silva, do bairro Aero Clube. No espaço, a Smac realizou obras revitalização geral em todas as salas e fachada do Centro Social. Os moradores do bairro poderão receber instruções sobre programas federais como o CadÚnico e Bolsa Família e participar de oficinas de geração de renda e inclusão digital, já que o Centro de Convivência possui um telecentro. A unidade está ligada ao Centro de Referência da Assistência Social (Cras) do bairro Voldac.

“Faremos todos os atendimentos dos moradores aqui no bairro. Alguns casos como atendimento com psicólogos e assistentes sociais serão feitos pela equipe da Voldac por agendamento. Teremos de volta as atividades para a melhor idade e o curso de informática. Além disso, várias oficinas estarão à disposição da comunidade. Esse centro social está de volta e aguardamos os moradores para usufruir dos serviços”, convidou o coordenador da unidade, Edson Lobo.

A diretora do Departamento de Proteção Básica da Smac, Rosane Marques, salientou que o centro é um espaço de integração, esporte, lazer, assistência social e educação. “Vamos trabalhar para todas as faixas etárias. O trabalho da assistência é fundamental e efetivo, por isso, vamos desenvolver as potencialidades, garantir as proteções e unir as famílias. Disponibilizaremos aqui trabalhos como a inclusão digital, a segurança alimentar, a inclusão produtiva com algumas oficinas, os serviços de convivência e trabalhar o esporte em equipe”, disse a diretora, que apresentou, em seguida, a equipe de trabalho da unidade.

O secretário de Ação Comunitária, Munir Francisco, lembrou ao discursar que foi secretário da assistência social por 12 anos e que havia deixado um legado na assistência social neste período. “Tínhamos 35 Cras, quatro centros de convivência, duas cozinhas industriais, um centro de inclusão produtiva e muitos serviços de proteção como a casa abrigo, albergue, os centros dia para idosos, pessoas deficientes e para pessoas com Alzheimer”, disse ele, ressaltando que o governo anterior não deu continuidade. “Quando retornamos em janeiro, encontramos um desastre total na assistência. Nenhum Cras estava funcionando e as obras de dois centros sociais que deixamos quase finalizadas, ficaram paradas por quatro anos”, lamentou.

O secretário disse que trabalha para que a assistência social em Volta Redonda volte a ser referência nacional. “Assim como éramos em 2016, seremos referência não só no estado do Rio, mas em todo o Brasil”, garantiu Munir. “Mas isso só será possível porque temos o apoio irrestrito do prefeito Neto, da Câmara de Vereadores e do trabalho de excelência da equipe. Mas o principal para isso é porque temos a confiança da população em nosso trabalho”, disse Munir.

Luciana Toledo, presidente da associação de moradores do bairro Aero Clube, agradeceu pelo retorno da unidade. “Estamos felizes com a volta do nosso centro de atividades”, disse ela. O morador do bairro José Siqueira dos Santos, 68 anos, o “Zoca”, disse que o bairro voltou a ter referência em assistência social. “Ver este ótimo espaço aqui fechado por muitos anos, nos deixava chateado”, disse Zoca, que já presidiu a associação de moradores local.

Beneficiária do Bolsa Família, Damiana Freire, de 29 anos, compareceu a inauguração com os três filhos. “Que bom que voltou a funcionar. Vou aguardar o início das oficinas e quero participar”, disse ela. O aposentado Plínio Bernardo, 65 anos, disse que voltará a participar do grupo de convivência do bairro. “Tínhamos muitas atividades e voltaremos com as reuniões semanais. Que bom que o nosso centro social voltou”, comemorou ele.

Da cerimônia, também participaram, o filho do homenageado com o nome do Centro de Convivência, Ângelo José de Castro Silva, a secretária municipal de Esporte e Lazer, Rose Vilela, o coordenador da Subprefeitura, Jorge Ricardo Silva, o coordenador da Defesa Civil, Rubens Siqueira e os vereadores, Wander Temponi, Fábio Buchecha, Hálisson Vitorino e Cacau da Padaria.

Novo Cras
Nesta sexta-feira, dia 11, às 10h, a Smac reabrirá o Cras do bairro Nova Primavera. Unidade também estava fechada há mais de um ano e retornará com todos os serviços sociais para a comunidade. Esta será a 21ª unidade do Cras reaberta neste ano de 2021.