A campanha nacional de vacinação contra a gripe em Volta Redonda registra 21.643 pessoas imunizadas até o dia 07 de junho, segundo balanço parcial divulgado pela prefeitura nesta terça-feira, dia 8. Esse número ainda representa uma baixa adesão dos grupos que são alvo da campanha, o que preocupa as autoridades em saúde do município Com isso, a Prefeitura de Volta Redonda vai aumentar a divulgação em forma de apelo para que a população se vacine contra a gripe.

O município recebeu 60.400 doses da vacina contra a Influenza e até agora apenas 22% do publico alvo foi vacinado. A Vacinação contra Influenza tem como objetivo principal a redução da carga viral da doença, prevenindo assim internações hospitalares, consultas ambulatoriais e em serviços de emergência. Além, é claro, de reduzir o índice de mortes pela doença.

Devido ao atual cenário vivenciado diante da pandemia da Covid 19, no qual os serviços de saúde estão saturados, a vacinação contra a Influenza assume maior relevância para proteger a população vulnerável com risco de desenvolver formas graves da doença. Além disso, a imunização reduz o impacto das complicações respiratórias atribuídas a Influenza na população, aliviando assim a sobrecarga no sistema de saúde durante a pandemia pela Covid-19.
A secretária municipal de Saúde, Conceição de Souza Rocha, faz um apelo à população. “Esse número é preocupante, pois os dados nos mostram uma procura muito baixa da população pela imunização, principalmente pelos grupos vulneráveis. É muito importante que as pessoas que estão nos grupos prioritários se vacinem o quanto antes para evitar a circulação desses vírus. A vacinação é a forma mais eficaz de prevenir a gripe”, disse a secretária.

As doses estão sendo ministradas das 8h às 16h até o dia 9 de julho, em todas as unidades de saúde do município, exceto nos pólos de Covid-19 que ficam nos bairros 249, Vila Mury, São João e Volta Grande. 

Podem se vacinar contra gripe trabalhador de saúde, gestante, crianças de 06 meses a 5 anos 11 meses e 29 dias, idosos a partir de 60 anos, professores, pessoas com deficiência permanente, caminhoneiros, trabalhadores de transporte coletivo e rodoviário, trabalhadores portuários, Força de Segurança e Salvamento, Forças Armadas, funcionário de Sistema de Privação de Liberdade; população privada de liberdade e adolescentes e jovens com Medida Sócio Educativas.

Ainda fazem parte do público alvo pessoas com doenças respiratórias crônicas, diabetes, imunossupressão, doenças cardíacas crônicas, doenças renal crônica, obesos, transplantados, doença neurológica crônica e portadores de trissomias. Para fazer a vacina contra gripe é necessário apresentar o cartão do SUS, documento de identidade e carteira de vacina, além de documento que comprove a doença.