Equipamentos ajudarão na montagem de mais leitos no anexo do Hospital do Retiro

A Prefeitura de Volta Redonda recebeu na tarde desta sexta-feira, dia 28, 10 respiradores enviados pela Federação Paulista de Futebol (FPF). Os equipamentos já haviam sido entregues ao município no mês passado, mas não atenderam as expectativas da administração municipal.  No entanto, os novos equipamentos do fabricante CMOS DRAKE marca Ruah estão testados e garantem confiabilidade. A empresa, com sede em Minas Gerais, é conceituada no mercado de equipamentos hospitalares e tem como clientes hospitais brasileiros, como Hospitais Adventista de São Paulo, São Camilo e Presidente e Universidade de Marília, além de fornecer equipamentos para o Exército e Marinha.

Os ventiladores pulmonares foram doados ao município como contrapartida da Federação, após a cidade ter aceitado receber jogos do Campeonato Paulista de Futebol em março deste ano.  Os respiradores vão equipar os leitos de UTI de tratamento da Covid-19 já construídos pela prefeitura em parceria com empresários da cidade no anexo do Hospital Munir Rafful (HMMR), do Retiro.  

Os novos respiradores se juntam aos outros já comprados para o anexo do Hospital do Retiro, assim como camas hospitalares e monitores cardíacos.  Com a chegada de todos os equipamentos, a Secretaria Municipal de Saúde (SMS) vai montar um total de 30 leitos de atendimento a pessoas com Covid-19, sendo 25 de UTI (Unidade de Tratamento Intensiva) e 5 de UI (Unidade Intermediária).  

As obras deste setor do hospital do Retiro ficaram prontas no início do mês e foram construídas numa parceria com a FOA (Fundação Oswaldo Aranha) e teve participação importante dos empresários de Volta Redonda, capitaneada pela Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL).  
A diretora geral do Hospital do Retiro, Márcia Cury, destacou que com a chegada destes respiradores, o Hospital dá mais um passo importante para a reabertura dos leitos. “Estamos completando os equipamentos necessários e a realizando, através de licitação, a compra dos utensílios para montar as enfermarias e UTI's deste novo setor, que será considerado um novo hospital”, disse a diretora, aproveitando para falar da parceria com a FOA para o atendimento médico neste anexo. 

“Esta importante parceria de contratação de médicos com a Fundação vai garantir o atendimento nestes leitos que serão destinados ao atendimento à Covid-19. Temos urgência em disponibilizar estes leitos e estamos trabalhando muito para isso”, disse Márcia. 


O prefeito de Volta Redonda, Antônio Francisco Neto, disse que os equipamentos vão ajudar a rede municipal de saúde atender mais pessoas que precisarem de tratamento da Covid-19.  “Agradecemos muito a Federação Paulista de Futebol pela parceria e atenção dada em comprar os equipamentos”, disse Neto, frisando que após passar a pandemia, os leitos exclusivos da Covid do HMMR ficarão como patrimônio para a rede pública de saúde.  “Tenho muito a agradecer ao apoio dos empresários da cidade e a FOA.  Muito em breve, este novo hospital vai começar a atender pacientes e salvar vidas”, afirmou Neto. 


Foto: Divulgação - Secom PMVR