Vacinação de primeira dose é retomada nesta terça-feira, dia 25, nas Unidades de Saúde, de 08h às 16h

A Prefeitura de Volta Redonda, através da Secretaria Municipal de Saúde (SMS), recebeu nesta segunda-feira, dia 24, a primeira remessa de 2.340 doses da vacina Pfizer/Biontech entregue pelo Governo do Estado do Rio de Janeiro. Com esse estoque, o município vai retomar a aplicação de primeiras doses com as vacinas da Pfizer e AstraZeneca (Oxford) ampliando a vacinação contra Covid-19 para pessoas acima de 40 anos com comorbidades. Antes, a linha de corte estava em 50 anos para pessoas com comorbidades.

A Prefeitura de Volta Redonda aguarda a chegada de novas remessas de vacinas e a recomendação do Ministério da Saúde para que possa baixar a faixa etária de 60 anos. A prioridade dada a pessoas com mais de 60 anos e comorbidades é uma orientação técnica do Plano Nacional de Imunização (PNI).

Desta forma, podem se vacinar nesta semana:

Pessoas acima de 40 anos que comprovem ter: asma grave; pneumopatia crônica; diabetes; imunossuprimidos; cardiopatia; portadores de hipertensão severa ou de difícil controle; doenças cerebrovasculares e outras.

Pessoas com 60 anos ou mais; profissionais da Saúde; gestantes, puérperas (com comorbidades); pessoas acima de 40 anos com deficiência física que recebem Beneficio de Prestação Continuada (BPC), mediante comprovação. Todas as pessoas incluídas neste grupo podem procurar as Unidades de Saúde que estão com a vacina Pfizer.

Pessoas de 18 a 59 anos com as seguintes comorbidades: anemia falciforme, neoplasias em quimioterapia e/ou radioterapia; doentes renais em terapia substitutiva; síndrome de Down, portadores do Espectro Autista, deficientes intelectuais graves; transplantados de órgãos sólidos e obesos com IMC maior que 40.

Documentos

As pessoas com comorbidades devem apresentar um atestado, laudo ou receita médica que comprove a condição clínica, além disso, no ato da vacinação é necessário apresentar: identidade, comprovante de residência (nominal), CPF ou cartão do SUS.
Trabalhadores de saúde devem apresentar comprovação de identidade da categoria, contrato ou carteira de trabalho comprovando vínculo profissional em serviço de saúde.
Gestantes e Puérperas até 45 dias após o parto com comprovação por cartão de pré-natal ou outra documentação que registre a gestação em curso, ou parto há menos de 45 dias, acompanhada de laudo médico comprovando ter comorbidade.
A vacinação contra a Covid-19 acontece nas Unidades de Saúde (UBS e UBSF) para primeira e segunda doses no horário de 08h às 16h. Sendo que a segunda dose da vacina CoronaVac está disponível na Unidade de Saúde do bairro São Geraldo.

Segunda dose AstraZeneca

Nesta terça-feira, dia 25, as pessoas que tomaram a primeira dose até 02/03/2021 devem procurar uma das 46 Unidades de Saúde para receber a segunda dose da vacina AstraZeneca (Oxford).

Segunda dose CoronaVac

A segunda dose da vacina CoronaVac está sendo disponibilizada na UBSF (Unidade Básica de Saúde da Família) do bairro São Geraldo para pessoas que receberam a primeira dose até o dia 06/05/2021.


Sobre a vacina da Pfizer

A Secretaria Municipal de Saúde explicou que os frascos estão sendo armazenados em temperatura de 2º a 8º graus Celsius e que após o frasco ser retirado do refrigerador e diluído, as doses devem ser aplicadas em até seis horas.
No Brasil, a orientação do Ministério da Saúde é de um intervalo de 12 semanas (cerca de três meses) entre a primeira e segunda doses.
Cada frasco tem capacidade para seis doses. Ele vem com 0,45 ml do produto, que para a aplicação precisa de diluição de mais 1,8 ml de soro fisiológico.
Reações adversas mais comuns incluem dor no local da aplicação, fadiga e dor muscular (raramente chegando a apresentar febre), que costuma aparecer em até 24 horas e apresentar melhora em até 48 horas.