Procedimento é uma forma de seguro paga pelo consumidor, porém valor pode ultrapassar o preço do produto

O Procon de Volta Redonda esclarece que os consumidores não são obrigados a aceitar a chamada “garantia estendida” de produtos. O coordenador do órgão, João Silveira Neto, alertou que essa garantia é como se fosse um seguro, trata-se de uma prática regulamentada e consiste na manutenção do produto adquirido após o vencimento da garantia legal (90 dias) ou garantia contratual (prazo estipulado pelo fabricante). Entretanto, em alguns casos, o valor para esse procedimento pode ultrapassar o preço do próprio produto que está sendo comprado.

João Silveira comentou que o Procon de Volta Redonda recebe em média duas reclamações por semana e que muitas lojas tem a prática de empurrar de qualquer forma a garantia estendida aos consumidores. “Recebemos cerca de duas reclamações por semana dos consumidores que nos procuram para cancelar a garantia. Sendo que muitas das lojas que ofertam isso de maneira imposta lucram mais com a garantia estendida do que com a venda de produtos”, disse o coordenador.

O Procon de Volta Redonda orienta que o consumidor deve ficar atento a garantia observando se os termos atendem as suas necessidades. O produto só estará segurado naquilo que está devidamente descrito na documentação. “No caso do consumidor aceitar a contratação do seguro é bom comparar os valores com o preço do produto. A garantia estendida não deve ultrapassar o valor da compra”, comentou.

 

SERVIÇO

O Procon-VR está atendendo em novo endereço, na Rua Paulo Leopoldo Marçal, número 117, no bairro Aterrado. O horário de funcionamento é das 9h às 16h, sem intervalo para almoço. Os números de contato são: (24) 3339-9205/ 3339-9206 e 3339-9207.

Foto: Geraldo Gonçalves- Secom/PMVR