Atividades vão acontecer ao longo dessa semana na sede da unidade hospitalar, no bairro Aterrado

O Dia Nacional da Luta Antimanicomial em Volta Redonda, nessa terça-feira, 18 de maio, dará início a uma série de debates sobre o tema. Rodas de conversas voltadas aos profissionais que atuam no Hospital Dr. Nelson dos Santos Gonçalves (HNSG) serão realizadas ao longo da semana, na sala de reunião da unidade. Os encontros abordarão temas ligados a data, que é um importante movimento para a defesa de tratamentos justos e dignos para as pessoas com transtornos mentais. A iniciativa visa humanizar os cuidados dos pacientes com transtornos mentais.

De acordo com a gerente de enfermagem da unidade, Cíntia Cristine da Silva, as atividades acontecem sempre as 14 e 15 horas e contará com a participação da coordenadora de Leitos da Saúde Mental do hospital, enfermeira Viviane Cristine Carvalho Xavier, da educadora social da Saúde Mental, Maria Janete Arévalo Piérola, e dos psicólogos da área técnica da Saúde Mental, Luciano Simões Canavez e Edna Cândida Quintino.

“Um dos assuntos abordados na roda de conversa será sobre o conceito e o histórico da luta antimanicomial. Vamos falar também sobre a implantação da lei da reforma psiquiátrica, alternativas de atendimento antimanicomial, sobre o novo modelo de assistência na saúde mental e dos personagens importantes na história da psiquiatria”, disse a gerente.

ENFERMAGEM

Já na quarta e quinta-feira, dias 19 e 20, será a vez de celebrar a Semana da Enfermagem. Haverá café da manhã especial e sorteio de brindes no refeitório do hospital. De acordo com o diretor administrativo do Hospital Dr. Nelson dos Santos Gonçalves, Reginaldo Moreira, as duas datas são importantes para a saúde.

“Esses pequenos eventos que estamos realizando têm como objetivo lembrar a luta e desempenho dos profissionais de saúde para manter a qualidade dos serviços prestados à população. Queremos homenagear a dedicação dos profissionais de saúde por um tratamento mais humanizado aos usuários do sistema de saúde. O papel deles é essencial, principalmente nesse momento de enfrentamento ao coronavírus”, disse o diretor.

Foto: Geraldo Gonçalves- Secom/PMVR