Poder Público tem realizado ações de prevenção, fiscalização, testagem, tratamento e reforço na capacidade de atendimento de pacientes, inclusive pós-doença

A Prefeitura de Volta Redonda tem atuado em diversas frentes no combate à Covid-19, “fechando o cerco” contra o novo coronavírus, com um ciclo completo de ações. Desde o início do ano, o Poder Público tem realizado ações de prevenção, fiscalização, testagem, tratamento e reforço na capacidade de atendimento de pacientes, inclusive pós-Covid. Juntamente com isso, a vacinação: 80.325 doses já foram aplicadas.

PREVENÇÃO

Para facilitar a prevenção e fiscalização, o governo criou a “Patrulha Pela Vida”, que por meio da Guarda Municipal realiza a abordagem e conscientização de moradores sobre o uso de máscaras e as medidas de higiene e distanciamento social. Além disso, uma força-tarefa formada pela Secretaria Municipal de Fazenda (SMF), da Vigilância Sanitária, da Guarda Municipal (GMVR), e com o apoio da Polícia Militar (PM) e do Corpo de Bombeiros, tem orientado a população.

FISCALIZAÇÃO

O grupo também atua dispersando aglomerações e encerrando festas clandestinas, além de fiscalizar estabelecimentos comerciais e igrejas. Mais de quatrocentos e sessenta locais foram visitados; com 90 notificados, 23 autuados e nove interditados.

TESTAGEM

A prefeitura ampliou a testagem para diagnóstico da doença. Por meio de uma parceria com a Unimed Volta Redonda, a rede pública de saúde do município oferece o teste de antígeno, que permite que o resultado saia no mesmo dia do exame, algumas horas depois do material ser colhido. Com isso, se a pessoa for diagnosticada com a Covid-19, ela pode ser tratada de maneira mais rápida. Junto a ele, os testes RT-PCR e rápido continuam sendo oferecidos. O primeiro, principalmente nos contatos das pessoas que testaram positivo.

TELECONSULTA

Também em parceria com a Unimed e a Conexa, o governo municipal implantou o sistema de teleconsultas para pacientes com suspeita da doença. Aliado a isso, a prefeitura através da Secretaria Municipal de Saúde, tem feito a entrega kits de remédios para o tratamento dos sintomas da Covid-19, de acordo com indicação médica. Os medicamentos podem ser retirados na unidade de saúde mais próxima da residência do paciente ou entregues na casa dele.

MAIS LEITOS

A estrutura de Saúde ganhou um reforço, com foco principalmente no atendimento a pessoas infectadas pela Covid. O Hospital do Retiro agora conta com 10 leitos de UTI (Unidade de Tratamento Intensivo), 46 enfermarias voltadas para pacientes com o novo coronavírus e quatro unidades intermediárias. O Hospital São João Batista recebeu mais dois leitos de UTI para Covid. Com isso, Volta Redonda passou de cinco leitos para 17 de UTI.

Também no Hospital do Retiro, com apoio de empresários da cidade, o governo municipal finalizou as obras para criação de 30 novos leitos de UTI.

PÓS-COVID

Além do atendimento dos fisioterapeutas nos hospitais como parte fundamental durante a pandemia da Covid-19, houve aumento de 35% na procura pelo serviço pós-internação. Por isso, o Centro Municipal de Reabilitação Física (CEMURF), que fica no Estádio da Cidadania, tem realizado uma série de atendimentos a pacientes pós-Covid; tudo gratuitamente.

Foto: Divulgação/PMVR