Além disso, prefeitura vai receber em breve equipamentos para montagem de mais dez leitos de UTI

 

A Prefeitura de Volta Redonda, através da Secretaria Municipal de Saúde, entregou à população nesta quarta-feira, dia 24, dez leitos de UTI (Unidade de Tratamento Intensivo). Todos serão destinados para tratamento de pacientes com a Covid-19 e ficam no Hospital Munir Rafful, o Hospital do Retiro. Além disso, foram retomados 14 leitos de clínica médica. 

Além destes novos leitos no Hospital do Retiro, mais dois leitos de UTI foram abertos no Hospital São João Batista (HSJB) na semana passada. Com isso, a rede municipal passou a ter 17 leitos de UTI para tratamento de Covid-19. No início de janeiro, eram apenas 5.

A liberação dos novos leitos só foi possível depois da troca do sistema de abastecimento de oxigênio do hospital. Ao assumir o governo, a atual gestão encontrou uma usina de oxigênio que não comportava a capacidade total da unidade. Mais: a qualidade do oxigênio ofertado era baixa e fora das normas legais.

Por conta disso, o hospital estava funcionando com a capacidade de leitos (e consequentemente de internações) reduzidas, para não oferecer riscos aos pacientes. "Agora temos uma rede segura, com oxigênio de qualidade e em quantidade suficiente. Com isso, vamos poder ampliar e melhorar o atendimento", disse Márcia Cury, diretora geral do hospital.

 

Mais dez leitos de UTI a caminho

 

Além dos dez leitos de UTI abertos agora, em breve a Prefeitura de Volta Redonda poderá abrir mais dez vagas para pacientes em estado grave pela Covid-19. O governo municipal vai receber equipamentos para montagem de mais dez leitos de UTI, através de uma doação da Federação Paulista de Futebol. A expectativa é que os leitos já sejam montados no anexo ao Hospital do Retiro, no prédio da FOA/UniFOA, no campus Leonado Mollica.

As obras físicas no local já terminaram e correram graças a uma campanha de arrecadação com comerciantes e empresários locais, além de pessoas físicas e até mesmo igrejas. Da mesma forma, a rede de gás já foi instalada e com os equipamentos chegando será possível inaugurar a primeira ala da nova unidade.

O local tem capacidade para abrigar até  20 leitos de UTI e 12 de UI (Unidade Intermediária).

 

Foto: Divulgação/PMVR