Frota de viaturas, sede e maquinário estão sendo recuperados; ações de reconhecimento de riscos já tiveram início nos bairros

O mês de janeiro vem acompanhado da preocupação com as chuvas. Nesta primeira semana do Governo Neto, a Defesa Civil tem recuperado a sede e equipamentos, como as viaturas que abrangem carros, motos e embarcações, utilizadas no sistema de monitoramento hídrico, geográfico e humano. “Estamos trabalhando com a equipe formada pelos funcionários de carreira, com 15 pessoas comprometidas com a reconstrução da nossa sede, maquinários e viaturas que estão em estado crítico”, disse o coordenador da Defesa Civil, Rubens Geraldo da Siqueira.

Mesmo diante desse cenário, os agentes já iniciaram o reconhecimento e monitoramento das áreas de maiores riscos de alagamento, deslizamento e desmoronamento de imóveis. As ações fazem parte do Plano de Contingência, previsto no decreto de Lei 11.91628 de outubro de 2010 e do Sistema de Coordenação Operacional Integrado, formado por diversas secretarias do município. Nessa primeira semana, os trabalhos ficaram concentrados no Complexo Vila Brasília, Açude e Santo Agostinho.

Doação para famílias carentes

Siqueira esclareceu que não há, no momento, desabrigados e desalojados no município, mas que segue coletando dados dos meses de novembro e dezembro como parte dos serviços de antecipação, prevenção, preparação e resposta. Pensando nisso, a Defesa Civil fez a doação de colchões e cobertores e outros materiais para a Secretaria Municipal de Ação Social. Foram 62 colchões, 12 colchonetes, 98 cobertores, 10 jogos de lençol e dois travesseiros.

O coordenador ressaltou ainda a importância da participação e conscientização da população na adoção de medidas preventivas. "A gente conclama para que a população não proceda de forma alguma com ações inseguras que possam acarretar em situações de risco", disse.

Em caso de dúvidas e ocorrências, a população pode entrar em contato pelos números: 199 e (24)33392065.