Fundado em 1969 e fechado desde 2012, o hospital Santa Margarida foi comprado pela Prefeitura Municipal de Volta Redonda em 2017, para se tornar o maior hospital público municipal. Ele possui aproximadamente 150 leitos, sendo 110 leitos de internação, 10 leitos de UTI, dois leitos de pediatria, três de UTI Neo Natal, além de cinco salas completas de cirurgias. Ele faz parte do complexo hospitalar do Hospital Munir Rafful, ou seja, funcionará de portas fechadas para maior segurança ao cidadão do município.

Ao todo são nove andares que oferecem diversas especialidades, colocando Volta Redonda como um das melhores cidades da região em relação à qualidade na Saúde.

Um novo momento

No dia 12 de dezembro de 2017, a Prefeitura Municipal de Volta Redonda arrematou o hospital em um leilão por R$ 11 milhões. Desse valor, apenas R$ 6,5 milhões foram pagos à vista. Os outros R$ 4,5 milhões serão pagos em 60 parcelas, sendo que R$ 3,5 milhões se referem a créditos da própria prefeitura com a massa falida do hospital. R$ 1 milhão são créditos do governo estadual e será pagos parceladamente. 

Clique na imagem para abrir em outra janela.      Clique na imagem para abrir em outra janela.


O novo Hospital Santa Margarida foi planejado para ser um grande complexo médico-hospitalar e uma referência na cidade. Ao longo de seus nove andares, serão distribuídos serviços e unidades, que irão oferecer mais saúde à população e aos servidores municipais.

O novo Santa Margarida abrigará serviços de saúde ambulatorial, Clínica do Servidor Municipal, Internação Clínica e Cirúrgica, unidades intensivas, Laboratório e Centro de Imagem, entre outros serviços médicos e de saúde.



1º Andar

Área destinada, principalmente, aos serviços de diagnósticos, análises clínicas e terapias, concentrando o Centro Especializado em Reabilitação Física, Visual e Intelectual, Laboratório e Centro de Diagnóstico por Imagem. Também irá abrigar a cozinha e uma cantina.

Centro Especializado em Reabilitação Física, Visual e Intelectual: Atualmente localizado no Estádio Gal. Sylvio Raulino de Oliveira, o objetivo da transferência é centralizar e dar mais agilidade aos serviços prestados.
Prazo para implantação: 00/00/0000
Valor estimado da obra: R$ 000.000,00

Laboratório e Centro de Diagnóstico por Imagem: A fim de ampliar e melhorar os serviços que atualmente são prestados nas dependências do Estádio Gal. Sylvio Raulino de Oliveira, a Prefeitura irá transferir toda a estrutura de exames de imagem para o Hospital Municipal Santa Margarida. 
Prazo para implantação: 
00/00/0000
Valor estimado da obra: 
R$ 000.000,00

Cozinha: Atualmente, toda a gestão alimentícia das estruturas da Prefeitura é feita pela Fundação Beatriz Gama. Com a abertura dessa unidade, é necessária a ampliação dessa rede. A cozinha do Santa Margarida irá produzir alimentos para todos os pacientes e funcionários do hospital.
Prazo para implantação: 00/00/0000
Valor estimado da obra: R$ 000.000,00

Centro de Imagem: Moderno centro de diagnóstico de imagens para realização de tomografia, raio-x, mamografia, entre outros, atendendo pacientes internados ou agendados pela rede básica.

Subestação: Infraestrutura elétrica para abastecimento de toda a estrutura do prédio, garantindo o funcionamento de toda a unidade hospitalar.

Ambulatório: Composto de seis leitos, a área será destinada a atendimentos clínicos de pacientes de baixa complexidade, com consultórios confortáveis e estruturados.

Recepção: Área de primeiro atendimento dos usuários de não-urgência com acolhimento e direcionamento humanizados, dentro da triagem para cada serviço ofertado.

 

Veja o projeto abaixo (Clique na imagem para ampliar)

Clique na imagem para abrir em outra janela.

Clique na imagem para abrir em outra janela.

2º Andar

Andar escolhido para centralizar a área administrativa do Hospital Santa Margarida, além de escritórios da Secretaria Municipal de Saúde. O andar também concentrará os serviços de atendimento ambulatorial a serem prestados aos Servidores Municipais, por meio da Clínica do Servidor. Nesse espaço também ficará a lavanderia da unidade hospitalar.

Secretaria de Saúde / Administração: Setor dedicado a abrigar toda a área administrativa da Secretaria Municipal de Saúde e a direção do Hospital Santa Margarida, como faturamento médico, infraestrutura de tecnologia, gerência de setores, etc.

Saúde do Servidor - Ambulatorial: Ala dedicada ao atendimento exclusivo aos servidores municipais ativos e inativos. Atendimento ambulatorial de diversas especialidades médicas e exames.

Lavanderia: Estrutura completa de lavanderia para atender toda a rouparia da unidade hospitalar, seguindo os mais exigentes padrões de higiene e esterilização hospitalar.

Clique na imagem para abrir em outra janela.

Clique na imagem para abrir em outra janela.

3º Andar

O terceiro andar do novo Santa Margarida também terá um espaço voltado para o atendimento ao Servidor Público, com a ala de internação do FAPS. Além disso, será o andar onde ficará a Farmácia Central, para abastecer todo o hospital, a ala de Day Clinic e a Rouparia.

Saúde do Servidor - Internação: Ala de internação dedicada aos pacientes provenientes do VR Assistência, sendo servidores ativos e inativos. Ala composta com 28 leitos de internação.

Farmácia: Unidade interna destinada ao abastecimento dos setores de atendimento ambulatorial, clínico e de internação, por meio de controle informatizado e equipe técnica reconhecida.

Clique na imagem para abrir em outra janela.

Clique na imagem para abrir em outra janela.

4º Andar

O quarto andar abrigará 33 leitos de internação de clínica médica (Enfermaria).

Enfermaria: Primeiro andar de internação clínica em enfermaria, com 36 leitos divididos em alas masculina e enfermaria, além de internação pediátrica.

Clique na imagem para abrir em outra janela.

Clique na imagem para abrir em outra janela.

5º Andar

O quinto andar do novo Hospital Santa Margarida concentrará as internações de atendimento intensivo e pós-operatório, abrigando 10 leitos de Centro de Terapia Intensiva e mais 20 leitos da Unidade Intensiva, juntamente com a Unidade Pós Cirúrgica.

CTI: O Centro de Terapia Intensiva será composto por 10 leitos. Unidade complexa dotada de sistema de monitorização contínua onde são admitidos pacientes potencialmente graves ou com descompensação de um ou mais sistemas orgânicos e que com o suporte e tratamento intensivos tenham possibilidade de se recuperar.


UTI: A Unidade de Terapia Intensiva será composta por 20 leitos. A unidade será destinada ao cuidado intensivo dos pacientes mais graves, com necessidade de grande vigilância clínica ou suporte aos órgãos que estejam com funcionamento prejudicado.

Clique na imagem para abrir em outra janela.

Clique na imagem para abrir em outra janela.

6º Andar

O sexto andar, assim como o quarto, irá ser todo dedicado à internação de Enfermaria.

Enfermaria: Segundo andar dedicado à internação clínica em enfermaria, com mais 56 leitos divididos em alas masculina e enfermaria, além de internação pediátrica.

Clique na imagem para abrir em outra janela.

Clique na imagem para abrir em outra janela.

7º Andar

O sétimo andar do Santa Margarida abrigará o amplo Centro Cirúrgico, além dos leitos de Recuperação Pós-Anestésica.

Centro Cirúrgico: Salas cirúrgicas combinadas com leitos de permanência. Unidade dotada de toda estrutura necessária para vários tipos de procedimentos de baixa, média e alta complexidades.

Clique na imagem para abrir em outra janela.

Clique na imagem para abrir em outra janela.

8º Andar

O penúltimo andar do Hospital Santa Margarida abrigará exclusivamente a ala de internação Clínica Cirúrgica.

Enfermaria: Terceiro andar dedicado à internação clínica em enfermaria, com mais 28 leitos divididos em alas masculina e enfermaria, além de internação pediátrica.

Clique na imagem para abrir em outra janela.

Clique na imagem para abrir em outra janela.

9º Andar

O último andar será destinado aos equipamentos de infraestrutura e oficinas, além do Arquivo Central da unidade.

Infraestrutura: Área destinada para abrigar o setor de manutenção, oficinas e abastecimento de água do Hospital.


Arquivo Central: Unidade administrativa destinada ao arquivamento e armazenamentos de documentos relacionados gerados em todas as unidades de saúde da rede pública municipal de Volta Redonda.

Clique na imagem para abrir em outra janela.

Clique na imagem para abrir em outra janela.