Prefeitura vai derrubar casa interditada no bairro Santo Agostinho

Para a segurança da população de Volta Redonda a Prefeitura autorizou a demolição de uma casa situada na servidão Juriti, no bairro Santo Agostinho. No local existe um alto risco eminente de desabamento, pois a parte estrutural da casa está comprometida com a presença de rachaduras, infiltração, risco de curto circuito, queda de muro e falta de sistema de escoamento de água pluvial. Um plano de ação em conjunto foi realizado pelo Fundo Comunitário (FURBAN), Secretaria Municipal de Meio Ambiente (SMMA), Procuradoria Geral (PGM), Coordenadoria de Proteção e Defesa Civil (COMPDEC), Secretaria Municipal de Infraestrutura (SMI), Instituto de Pesquisa e Planejamento Urbano (IPPU) e COHAB.

“Esse tipo de ação é fruto das fiscalizações, principalmente do trabalho em conjunto que as pastas de Volta Redonda realizam através da prevenção. Nesta época de chuva, estamos com a Operação Guarda-Chuva, que visa exatamente evitar esses transtornos ocasionados pelas tempestades de verão. Nós temos o dever de zelar pela vida dos moradores”, explicou o prefeito Samuca Silva.

Foi realizado um processo de vistorias por equipes da Coordenadoria Municipal de Proteção e Defesa Civila (COMPDEC) e do IPPU que, através de um laudo, comprovou a necessidade de interdição preventiva do imóvel e, posteriormente, indicou a demolição da casa.

“Foi feita uma análise sobre o local e a necessidade de realizar uma demolição. A moradora já não estava mais na casa e, nestes casos, Volta Redonda conta também com o Aluguel Social que beneficia essas famílias. A partir destes laudos, vamos realizar a derrubada do imóvel, visando à segurança das famílias”, contou o prefeito.

Em dezembro foi realizada a interdição de uma casa no bairro Vila Rica / Três Poços. Além da retirada dos moradores do local, o proprietário foi multado por remoção irregular de terra que, com o temporal, causou o desmoronamento do imóvel.  O trabalho de prevenção faz parte da Operação Guarda Chuva, encabeçado pela Defesa Civil e com apoio de diversas secretarias como a SMMA (Secretaria do Meio Ambiente) e Furban (Fundo Comunitário), que monitora 24 horas as áreas de risco do município.  Além das vistorias de imóveis, a Prefeitura intensificou a limpeza e a manutenção de galerias de águas pluviais e de córregos em Volta Redonda.

 

Secom VR