Operação ‘Guarda Chuva’ já está em andamento e envolve toda estrutura da prefeitura municipal

 

Oficialmente, o período de alerta de chuvas começa no dia 1º de novembro, mas Volta Redonda iniciou as ações de prevenção para enfrentar a temporada no primeiro semestre do ano. Após enfrentar forte chuvas em abril, toda a estrutura da Prefeitura tem trabalhado para prevenir e minimizar os possíveis impactos do período e evitar transtornos.

 

A Secretaria Municipal de Infraestrutura tem feito a limpeza e a manutenção do sistema pluvial e de córregos com regularidade. E, em parceria com a Secretaria Municipal de Meio Ambiente, ampliado o trabalho de poda de árvores, além da limpeza de bueiros por toda a cidade.

 

O Fundo Comunitário de Volta Redonda (Furban) está executando diversas obras de contenção de encostas nas áreas de posse da cidade, diminuindo consideravelmente os riscos às famílias que residem no local. Muitas das obras eram reivindicações históricas das comunidades beneficiadas e foram incluídas no Orçamento Participativo, recebendo tratamento prioritário por parte da Prefeitura. Este ano, o órgão já executou e iniciou 15 obras de contenção em vários bairros da cidade, com investimentos que chegam a quase R$ 1 milhão.

 

O prefeito Samuca Silva contou que todas as ações e iniciativas fazem parte da ‘Operação Guarda-Chuva’. “Essa operação faz parte da preparação do sistema de Defesa Civil e da população para o enfrentamento aos eventos que podem acontecer no período de alerta, que inicia dia 1º de novembro e vai até 31 de março. Estamos trabalhando para que, em casos de temporais, a cidade não sofra como aconteceu no início desse ano”, lembrou Samuca.

 

De acordo com o coordenador de Proteção e Defesa Civil, Leandro Rezende, já foram definidos que os abrigos serão nos Ginásios Poliesportivos dos bairros 249, Retiro, Três Poços e Santa Cruz. Também foi definida a forma de alertar a população sobre um possível evento. A equipe está preparando ainda um material informativo para instruir a população sobre como agir antes, durante e depois de uma situação de risco.

 

“A Defesa Civil é responsável pelo monitoramento e acompanhamento das previsões meteorológicas. Na iminência de um evento adverso irá comunicar ao Grupo de Ações Coordenadas (Grac) e a população através do sistema de SMS. Esse alerta vai ajudar a população a agir preventivamente, se abrigando em locais seguros, como casas de parentes, ginásios, igrejas, até voltar a normalidade e poderem retornar a suas residências”, explicou Leandro.

 

O Grupo de Ações Coordenadas conta com toda estrutura municipal e estadual, dentro de suas atribuições, que atuam na cidade.

 

Alerta por SMS

 

Os moradores de Volta Redonda podem receber alertas da coordenadoria municipal de Proteção e Defesa Civil, pelo celular, sobre riscos de desastres naturais. As mensagens são enviadas via SMS e ajudam a Defesa Civil no trabalho de prevenção e nas ações antes, durante e depois dos desastres.

 

Para se cadastrar, o morador deve enviar um SMS para o número 40199, apenas com o número do CEP de onde mora, podendo digitar com ou sem hífen, com ou sem ponto.

 
Por Ana Maria Mansur – Secom VR