Moradores que foram cadastrados após o temporal de abril poderão retirar saldo até R$ 6,2 mil

 

Famílias de Volta Redonda que tiveram danos nos imóveis causados pelas chuvas de abril deste ano, e cadastradas pela Defesa Civil do município, poderão receber antecipadamente o Fundo de Garantia (FGTS). A Caixa Econômica Federal (CEF) divulgou o calendário de solicitação de saque específico para estas famílias, de acordo com o mês de aniversário do beneficiado. Confira:

 

12/8 (segunda-feira) – Nascidos em janeiro e fevereiro

13/8 (terça-feira) – Nascidos em março e abril

14/8 (quarta-feira) – Nascidos em maio e junho 

15/8 (quinta-feira) – Nascidos em julho e agosto

16/8 (sexta-feira) – Nascidos em setembro e outubro

19/8 (segunda-feira) – Nascidos em novembro e dezembro

 

O trabalhador residente na área atingida pelo desastre deverá ligar para o número 0800-726-0207, escolher a opção 4 e, depois, a opção 3, para habilitar o saque de sua conta vinculada e autorizar o débito automático.

 

Para efetuar o saque, os moradores deverão apresentar comprovante de residência em seu nome (conta de luz, água, telefone, gás, extratos bancários, carnês de pagamentos, entre outros), emitido nos últimos 120 dias anteriores à decretação da emergência ou calamidade, o que ocorreu no mês de abril, em decorrência do desastre natural.

 

Os moradores afetados deverão levar ainda documentação de identificação do trabalhador ou diretor não empregado; ou Cartão do Cidadão ou Cartão de Inscrição PIS/PASEP; ou Inscrição de Contribuinte Individual junto ao INSS para o doméstico não cadastrado no PIS/PASEP; ou Carteira de Trabalho (CTPS) ou outro documento que contenha o número de inscrição PIS/PASEP.

 

O valor do saque será o saldo disponível na conta vinculada, na data da solicitação, limitado à quantia correspondente a R$ 6.220,00. Os saques antecipados só poderão ser realizados nas datas do calendário.

 

O prefeito Samuca Silva afirmou que esse é mais um benefício para minimizar os impactos que o temporal provocou nas famílias atingidas.

 

“Graças a muitos investimentos em contenção de encostas e outras obras o transtorno não foi maior. Conseguimos recuperar de maneira rápida a rotina da cidade e agora esses moradores conquistam esse benefício para voltar a ter a rotina normal de volta. Lembro que o que estamos podendo fazer de recuperação das chuvas com recursos próprios estamos fazendo. Para conseguir fazer mais, precisamos da ajuda do Governo Federal, por isso cadastramos mais de R$ 20 milhões em projetos junto a Defesa Civil Nacional e estamos ainda esperando a liberação de recursos”, comentou Samuca Silva.

 

Por Raphael Martiniano / SecomVR