Moradores do núcleo Terra Vermelha terão ônibus gratuito

Projeto piloto iniciou nesta segunda-feira, dia 3. Localidade passou a ter ônibus de 20 em 20 minutos, que fará a integração com outras linhas municipais do Retiro

 

A partir desta segunda-feira, dia 03, os moradores da área do núcleo Terra Vermelha, que fica logo após a sede da Fundação Beatriz Gama, no bairro Retiro, terão ônibus de 20 em 20 minutos. A linha fará a integração com outras linhas municipais do Retiro e os moradores não terão que pagar um centavo por este benefício. Eles poderão voltar do mesmo local onde moram sem ter que pagar para subir o bairro. Somente pagarão passagem no deslocamento para bairros diferenciados.

 

Esta decisão faz parte de um projeto piloto que está sendo colocado em prática pela secretaria de Transporte e Mobilidade Urbana de Volta Redonda, em parceria com uma empresa de ônibus.

 

O secretário municipal de Transporte e Mobilidade Urbana, Maurício Batista, explicou que esta integração faz parte do plano de mobilidade urbana, e que o objetivo é que o projeto, posteriormente, faça a integração  para outros bairros, como Vila Brasília e Açude. “O prefeito Samuca Silva, numa visita a comunidade da Terra Vermelha, ficou sensibilizado com esta reivindicação dos moradores, que tinham que descer a pé e subir com as compras nas costas, porque não tinham transporte público e nem condições de pagar um táxi. Isso fez com que a gente se mobilizasse para iniciar o projeto o mais rápido possível”, contou Maurício Batista.

 

Se necessário será colocado até dois veículos fazendo o itinerário de 20 em 20 minutos, tempo que a equipe considera suficiente para atender a toda a demanda daquela localidade. 

 

O prefeito de Volta Redonda, Samuca Silva, comentou os benefícios do projeto aos usuários da localidade Terra Vermelha: “Está sendo adotado um novo sistema de transporte no município, que é um projeto piloto dentro da ideia de integração do transporte coletivo, atendendo o bairro e transportando os usuários, de forma gratuita, até o ponto de integração na Avenida Antonio de Almeida, no Retiro, onde poderão embarcar em outras linhas municipais, que transitam pela avenida pagando apenas uma passagem na última linha”, enfatizou o prefeito.

 

Por Afonso Gonçalves - SecomVR