Pais devem ficar atentos para o credenciamento dos veículos na STMU

 

Nesta terça-feira, dia 04, a rede municipal de Volta Redonda recebeu os cerca de 39 mil alunos de 106 unidades escolares para o início do ano letivo. Com isso, a chefe de Fiscalização do setor dos transportes da Secretaria Municipal de Transporte e Mobilidade Urbana (STMU), Rosiléia Nunes, orienta os responsáveis que vão contratar transporte escolar a conferir a documentação de vistoria feita em 2019. 

 

Segundo Rosiléia, a atualização dos motoristas para o transporte das crianças está disponível no portal da Prefeitura de Volta Redonda, na área da STMU. Este ano, a vistoria semestral ainda não foi marcada, valendo o processo feito no primeiro semestre do ano passado. 

 

“É importante que os motoristas que trabalham com esse tipo de transporte façam a vistoria e garantam a qualidade do serviço prestado. Queremos que os estudantes tenham segurança e conforto. O veículo contratado tem que estar com a vistoria em dia e cartão de identidade do condutor atualizado para poder dirigir o veículo. A vistoria é a garantia de segurança dos alunos e legalidade do transporte escolar”, orientou a chefe de Fiscalização. 

 

O motorista Ricardo Bassi trabalha há 32 anos no ramo de transporte escolar e comenta a importância da vistoria para garantir a qualidade dos serviços. “Nesta volta às aulas, o transporte escolar é uma atividade importantíssima em uma cidade como Volta Redonda. E, como tal, se faz necessário uma atenção especial, principalmente por transportar crianças e adolescentes”, disse o motorista.

 

De acordo com as exigências da Secretaria de Transporte e Mobilidade Urbana, o condutor do veículo destinado ao transporte escolar deve atender há alguns requisitos, como ter a CNH na categoria certa e participar de cursos específicos no transporte de escolares. “O veículo tem que atender as exigências do poder público e as regras do Código de Trânsito Brasileiro, com a pintura de faixas amarelas por toda sua extensão com a palavra ‘Escolar’ nas laterais e parte traseira”, explicou Ricardo.

 

Para Nathália Guilherme, mãe de Guilherme Vinicius, de 11 anos, é fundamental que o filho utilize o transporte com um motorista credenciado pela STMU e com carro vistoriado.  “Os filhos são os nossos maiores tesouros e precisamos dessa tranquilidade. Não podemos deixá-los nas mãos de qualquer pessoa no volante. É uma responsabilidade muito grande. Não pode ser um serviço de amador. Os pais devem atentar por esses detalhes”, comparou.

 

Por Afonso Gonçalves, SecomVR