Participantes de projeto da Fundação Educacional de Volta Redonda vão cursar o Ensino Superior em faculdades públicas e particulares

 

A Fundação Educacional de Volta Redonda (Fevre) informou que 23 alunos de suas unidades escolares foram aprovados em vestibulares das principais universidades da região. De acordo com a diretora pedagógica da Fevre, Priscilla Carvalho, os estudantes aprovados participaram do projeto Fevre Rumo às Universidades, que surgiu como uma ação efetiva da fundação para atender alunos concluintes ou que já concluíram o Ensino Médio Público.

 

“O projeto proporciona a esses estudantes a realização de testes similares ao Enem (Exame Nacional do Ensino Médio) e outros aplicados para ingresso em universidades, visando a uma preparação mais intensiva que inclui a logística de realização de provas”, explicou Priscilla.

 

O curso com maior índice de aprovação foi Administração, com quatro aprovados. Para Direito, Letras e Pedagogia, foram duas aprovações cada. Os estudantes vão realizar seus cursos em universidades públicas e particulares.

 

Davi Gonçalves Arcanjo, de 19 anos, passou no vestibular para Direito e vai estudar na UFRRJ (Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro). Segundo ele, o curso da Fevre ajudou bastante na preparação para o vestibular.

 

“Eu estudava focado nas matérias do 3º Ano e esquecia das matérias bases. O curso foi super importante para relembrar elas. As questões também ajudavam a exercitar, as apostilas com exercícios. O projeto ajudou muito a relembrar e me preparar como as matérias caíam no Enem”, contou Davi.

 

Também foram aprovados estudantes para os cursos de Medicina, Licenciatura em Física, Sistemas de Informação, Matemática, engenharias Civil e Mecânica, Gerontologia, Letras, Serviço Social, Jornalismo, Educação Física, Artes Visuais, Recursos Humanos e Biomedicina.

 

No total, foram 80 alunos participantes do projeto, em duas turmas de 40 estudantes cada. O diretor-presidente da Fevre, Waldyr Bedê, explicou que o projeto é aberto a toda a comunidade escolar que tem expectativa de ingresso em cursos superiores.

 

“Estamos muito contentes que o projeto está dando certo, sendo uma marca do Governo Samuca Silva, melhorar a qualidade de vida e a possibilidade de melhoria social”, comentou Waldyr Bedê.

 

O prefeito Samuca Silva elogiou o trabalho realizado e destacou a importância de se ter um ensino de qualidade nas escolas públicas.

 

“Nossos esforços e investimentos são voltados para melhorar cada vez mais a qualidade do ensino e essas aprovações refletem o bom trabalho realizado pela Fevre. Nossos jovens merecem uma educação pública de qualidade e são o futuro da nossa cidade”, afirmou Samuca Silva.

 

Por Raphael Martiniano / SecomVR