População de rua de Volta Redonda conta com rede de assistência
Diariamente abordagens são feitas pela equipe do Centro Pop


A cidade de Volta Redonda é uma referência na promoção de políticas públicas para a população de rua na região. O município conta com uma rede de assistência social que oferece às pessoas em situação de rua serviços um atendimento de forma qualificada, buscando a promoção, de forma conjunta, ao usuário de um processo para a saída das ruas. As abordagens realizadas diariamente pelo Centro Pop, da Secretaria de Ação Comunitária (SMAC), é uma porta de entrada para que a pessoa possa utilizar os serviços.


Segundo o secretário de Ação Comunitária, Marcus Vinicius Convençal, é muito importante o trabalho de construção conjunta entre a pessoa em situação de rua e os serviços que a prefeitura oferece. “Todo o processo depende do querer do usuário. Ainda encontramos muita resistência dessa população, por isso realizamos abordagem sistemática no mesmo local e com as mesmas pessoas. É uma ação continuada que visa construir vínculo e gerar confiança, até que com a ajuda do servidor utilizando a rede de serviços públicos oferecidos, esse indivíduo reconstrua sua autonomia e deseje sair da situação de rua”, disse.


Além da abordagem, o Centro Pop é responsável pelo levantamento e diagnóstico sobre essa população, pois é o primeiro serviço oferecido. Volta Redonda oferece o maior número de serviços, sendo assim a cidade é a que mais recebe migrantes, que têm a expectativa de um atendimento e acolhimento especializados. Os serviços oferecidos pela prefeitura são: Centro Pop, Quarto de Passagem, Abrigo Seu Nandim, Serviço de Atendimento ao Migrante (SAM) e o Projeto SuperAção.

 

Por Maria Clara Sales com foto divulgação Secom VR