Rua do Aterrado, em Volta Redonda, fica às escuras por causa de roubo dos fios da rede pública

Via pública no Aterrado é perto da Capela Mortuária e Centro Universitário Geraldo Di Biase, com grande movimento de carros e pedestres à noite

A prefeitura de Volta Redonda, através da Secretaria Municipal de infraestrutura (SMI) e Departamento de Energia e Iluminação Pública (Deip), estão acionando as autoridades policiais para investigar o roubo de cerca de 800 metros de fios, bitola 10mm, arrancados na Rua Mário Di Biase que a deixou às escuras. A via é próxima a Capela Mortuária e Centro Universitário Geraldo Di Biase. O registro está sendo feito na 93ª Delegacia Policial.

O comandante da Guarda Municipal, Paulo Dalboni, colocou o setor de inteligência da GM para ajudar a Polícia nas investigações com o objetivo de  descobrir e punir os suspeitos do roubo. O diretor do Deip, Antônio Régio, o Léla, disse que as providências já estão sendo tomadas para a compra emergencial da matéria prima para a reposição no local, mas lamentou a ação contra o patrimônio público, em prejuízo dos moradores que transitam pela via.

Infelizmente esses atos tem sido frequentes contra o patrimônio público e não temos como repor imediatamente, porque o nosso estoque acabou com as reposições que tivemos de fazer em outras áreas que sofreram este dano material. Mas a compra já está prevista na licitação feita pela Secretaria de Infraestrutura, ao qual o Deip é órgão subordinado”, informou Léla.

O secretário de Infraestrutura, Toninho Orestes, informou que a secretaria está realizando um processo de conta emergencial para solucionar o mais rápido possível a questão da iluminação da rua. A licitação para a compra já é prevista no orçamento.  “O prejuízo foi de cerca de R$ 10 mil. Com o roubo 12 postes com 2 luminárias cada - totalizando 24 luminárias -  ficarão apagadas naquele trecho da via.  Além do prejuízo material temos a questão da segurança pública que fica prejudicada pela ação criminosa”, explicou o diretor Antonio Léla.

 No local existem duas câmaras de particulares, uma da Polícia Federal e outra de particular que poderão ser consultadas para tentar identificar os suspeitos do furto dos cabos. A Secretaria já confirmou o roubo de fios em vários pontos, como na Ponte Pequetito Amorim, canteiro principal do Aero Clube, Via Expressa da Ponte Alta, Passarela do Sider Ville, Viaduto João Ravache, na Beira Rio (Avenida Adalberto de Barros Nunes),entre outros.

Afonso Gonçalves