Canal virtual da Secretaria de Esporte e Lazer de Volta Redonda completou um mês de criação com mais de 1,5 mil inscritos

 

A SmelTV, canal virtual da Secretaria de Esporte e Lazer de Volta Redonda, completou um mês de implantação no último sábado, dia 13 de junho, com 1,53 mil inscritos e 56 vídeos publicados. E nesta sexta-feira, dia 19h, o canal recebe uma convidada especial para tratar o tema ‘Distanciamento Social e Escolar e o Papel da Família com Filho Autista’.

 

A live com a professora de Educação Física, pós-graduada em Psicomotricidade, consultora na área de Educação Especial e palestrante inclusiva, Sheila Santos, começa às 10h e será mediada pelos profissionais da secretaria Luiz Felipe Duque e Rafael Castilho. Para participar, basta fazer a inscrição pelo link: https://www.youtube.com/channel/UC9ivdqHJ_jw842vzz2oa5Sw.

 

Em cerca de uma hora, Sheila Santos vai tratar questões que fazem parte do dia a dia das famílias que convivem com o Transtorno do Espectro do Autismo (TEA). Ela vai falar sobre como é, em geral, o comportamento de uma criança autista; o que mudou com o distanciamento social e escolar; diferença entre as crises do autismo e pirraça (birra); como aliviar a tensão e melhorar a qualidade de vida no período de restrições pela pandemia da Covid-19; a relação da criança com autismo e os jogos eletrônicos e o celular; o papel da família nesse momento de isolamento social; e ainda vai indicar atividades para a criança com exemplos práticos.

 

O prefeito Samuca Silva aplaudiu a iniciativa de abordar o tema e lembrou que Volta Redonda possui uma rede completa de assistência para o autista. O município é o único da América Latina a possuir uma escola pública dirigida somente para autistas, a Escola Municipal Professora Dayse Mansur, que atende crianças e jovens de 06 a 16 anos. A partir desta idade, eles são encaminhados para o Sítio Escola Municipal Espaço Integrado do Autista Thereza Chicarino (Semeia).

 

“O objetivo é dar autonomia ao autista. Na escola, os alunos são alfabetizados, fazem educação física na academia de ginástica, têm aulas de música, treinam na cozinha experimental, assistem a vídeos e têm acesso à informática”, explicou.

 

Samuca acrescentou que o atendimento especializado na Rede Municipal de Saúde fica a cargo do CER III (Centro Especializado em Reabilitação), que funciona anexo ao Centro Municipal de Saúde (antigo Santa Margarida). O local atende a crianças e adolescentes com TEA (Transtorno do Espectro Autista) até os 14 anos, com equipe multidisciplinar composta por médico pediatra e neuropediatra, fonoaudiólogo, fisioterapeuta, psicólogo e terapeuta ocupacional.

 

“O objetivo é melhorar a qualidade de vida dos autistas e seus familiares. Estamos visando à socialização, o aprendizado, para garantir uma vida significativa e funcional, para incluí-los na sociedade”, frisou o prefeito.

 

De acordo com a diretora do Departamento Esportivo da Smel, Ana Paula Amaral, a equipe da SmelTV achou pertinente a abordagem do tema autismo em live com especialista.

 

“A criança autista tem características diferenciadas das crianças com algum outro tipo de limitação. Elas têm a questão motora muito intensa, que deve ser um complicador neste momento que não pode sair de casa nem pra ir à escola. O objetivo da entrevista é apresentar uma melhor forma de saber lidar com essa criança diante dessa nova realidade”, falou, anunciando que, na próxima semana, a professora da secretaria Tássia Dornelas, vai apresentar vídeos com sugestões de brincadeiras para a criança autista.

 

Canal

Outra novidade do canal será lançada na próxima segunda-feira (dia 22) e terá a duração de três semanas: a SmelTV na Roça. “Os profissionais da secretaria estão preparando aulas temáticas por conta do período de Festas Juninas. A ideia é, daqui pra frente, sempre desenvolver vídeos de acordo com a época do ano”, contou Ana Paula.

 

O conteúdo da SmelTV atende, principalmente, os frequentadores dos núcleos da secretaria espalhados pela cidade com aulas inéditas, toda semana, para cada projeto. São aulas para o JAM (Jovens e Adultos em Movimento), MIM (Melhor Idade em Movimento), CEM (Crescer em Movimento), PID (Programa de Iniciação Desportiva) e PCDs (Pessoas com Deficiência). Mas a programação gratuita é aberta para toda população.

 

Secom/VR