Gizéle Barino inaugura temporada do ano com a sua exposição no espaço cultural de 5 a 26 de fevereiro, das 10h às 18h

 

A secretaria de Cultura de Volta Redonda promove entre os dias 5 e 26 de fevereiro, no Espaço das Artes Zélia Arbex, a exposição da artista plástica Gizéle Barino, com o título ‘Perda e o Reencontro’. A abertura acontece dia 5 de fevereiro, às 19h. Ela abre os trabalhos deste ano entre os artistas selecionados por edital público para ocupar este espaço cultural.

 

 O funcionamento do Zélia Arbex para visitação do público é de segunda à sexta-feira, das 10h às 18h. Segundo a artista plástica Gizéle, a mostra  ‘Perda e Reencontro’ consiste em um projeto desenvolvido a partir da exploração  das formas naturais de pura linhas e cores, oportunizando a apreciação e interação com as belezas do meio ambiente, vistas do ângulo de abstração.

 

 “A minha pesquisa sempre aborda o Meio Ambiente, utilizando a arte como forma de expressar a importância da preservação ambiental. As cores e formas convocam a um olhar aproximado, em que as mesmas podem lhe causar uma perda visual do desenho. Esse jogo de imagem apresenta um diálogo visual entre o figurativo e o abstrato através de pinturas, instalações e objetos híbridos interativos”, comentou a artista.

 

A secretária de Cultura Aline Ribeiro, destaca a transparência da ocupação: “O edital, com o Chamamento Cultural dos artistas, prevê esta apresentação de trabalhos artísticos num espaço cultural que é uma vitrine para o público entrar e conhecer. O edital garantiu a transparência e a maneira mais democrática de ocupação com artes dos espaços culturais. Cinco artistas já fizeram a suas mostras no ano passado e vai até abril deste ano. Em maio faremos novo edital, recebendo as inscrições dos artistas locais e da região que queiram ocupar os espaços culturais do Zélia Arbex e Memorial Zumbi”, frisou.

 

Ocupação democrática com transparência

 

Segundo a secretaria de Cultura, a cada 20 ou 30 dias, os artistas terão oportunidades de mostrar os trabalhos, sendo que no Memorial Zumbi dos Palmares, que terá um novo edital de Chamamento em maio deste ano, receberá novos trabalhos, oficinas de dança, capoeira, sendo todos os temas ligados à cultura afro. Em maio será feito dois novos editais, para o Zélia Arbex e Zumbi dos Palmares com validade até abril de 2020. “A expectativa de procura dos artistas para este ano tem sido muito maior”, informou Aline.

 

O prefeito Samuca Silva comemorou o resultado. “Todo o mês haverá um artista apresentando os seus trabalhos, escolhidos com transparência e democraticamente pelos critérios estabelecidos em edital amplamente divulgado. Esta medida mais correta, dá oportunidade igual para todos os artistas e ajuda a fomentar a cultura em nossa cidade, porque haverá atividade cultural acontecendo de forma permanente nos melhores espaços culturais do centro”, afirmou o prefeito.

 

Afonso Gonçalves, SecomVR