Objetivo é que plano de ação seja debatido e aplicado de forma integrada pelas cidades do Sul Fluminense

 

O prefeito de Volta Redonda, Samuca Silva, convidou os prefeitos da região Sul Fluminense para uma reunião na manhã desta sexta-feira, dia 13, no Palácio 17 de Julho, para criar ações integradas de enfrentamento aos avanços do novo corona vírus (Covid-19).

 

Segundo Samuca, a reunião é um ato de responsabilidade, em razão do avanço do vírus no Estado do Rio de Janeiro e no Brasil, com 15 e 78 casos registrados, respectivamente. “É fundamental alinhar as políticas públicas das cidades do Médio Paraíba, monitorando casos suspeitos e confirmados. Além disso, traçar estratégias na Saúde Pública, bem como a reserva de leitos nas unidades de saúde, pensar na manutenção das aulas de nossas crianças e também no monitoramente de eventos com grande aglomeração”, explicou.

 

Samuca lembrou que a união entre as cidades será fundamental para diminuir a circulação do vírus no Sul Fluminense. “Mediante os últimos fatos ocorridos em relação ao Covid19, teremos algumas decisões a serem tomadas nas prefeituras. Estou convidando os prefeitos e os secretários municipais de Saúde para uma reunião estratégica para que possamos desenvolver um plano de ação da região sul fluminense. É a hora de estarmos juntos neste assunto e discutirmos como serão as ações para nossa região”, acrescentou Samuca.

 

O convite foi feito formalmente, por meio de ligações aos gabinetes dos prefeitos das seguintes cidades: Barra do Piraí, Pinheiral, Barra Mansa, Itatiaia, Porto Real, Quatis, Resende, Rio Claro e Piraí. 

 

Volta Redonda capacita profissionais de saúde para atendimento de casos suspeitos de coronavírus

 

A Prefeitura de Volta Redonda, por meio da Divisão de Vigilância Epidemiológica da Secretaria Municipal de Saúde, realiza nesta e na próxima sexta-feira, dias 13 e 20 de março, capacitação para profissionais de saúde sobre o manejo clínico do COVID-19.

 

O público alvo é formado por enfermeiros, médicos clínicos, generalistas e pediatras que atuam na Atenção Básica de Saúde e Rede de Urgência e Emergência (RUE).

 

A capacitação será ministrada pela coordenadora da Vigilância Epidemiológica da Secretaria de Saúde, Milene Paula de Souza, e pelo médico infectologista do setor, Eduardo Rafael Ulloa Candanoza.

 

O objetivo é preparar os profissionais para seguir o protocolo da Organização Mundial da Saúde (OMS) na identificação de casos suspeitos de coronavírus, fazer a notificação e coleta de material para exame que comprove a infecção pelo vírus, prevenção para evitar o contágio e atendimento dos pacientes.

 

Secom VR