Unidade está preparada para assegurar aos usuários, acompanhantes e colaboradores as medidas de segurança corretas em caso de acidentes ou incêndios

 

O Hospital Municipal São João Batista de Volta Redonda acaba de ganhar uma equipe de Bombeiros Civis composta por quatro profissionais que irão trabalhar em regime de plantão de 12 horas diurno e noturno. Com a nova aquisição o hospital está preparado para assegurar a seus usuários, acompanhantes e colaboradores as medidas de segurança corretas em caso de acidentes ou incêndios.

 

O prefeito Samuca Silva destaca que esse é mais um ganho à população. “O Hospital São João Batista vem passando por várias transformações para oferecer um serviço de excelência para os usuários e melhorar as condições de trabalho dos funcionários. Mudamos a forma de gestão da unidade e tivemos a coragem de colocar à frente do hospital um médico, além de dividir a diretoria administrativa da diretoria médica”, disse o prefeito.

 

Samuca Silva lembrou também que a instituição ganhará, em breve, um investimento de R$ 1 milhão. “Dos R$ 80 milhões de créditos que vamos obter através de um convênio com a Caixa Econômica Federal, mediante a aprovação pelo Legislativo, R$1 milhão será destinado a investimentos no Hospital São João Batista. Já investimos R$ 230 milhões na saúde e vamos continuar avançando”, afirmou o prefeito.

 

O diretor administrativo do HJSB, Cássio Murilo de Macedo Pires, destaca a importância dos novos funcionários. “Com os brigadistas nos tornamos uma instituição mais segura, pois agora contamos com profissionais capacitados 24h por dia, durante sete dias na semana, atuando na prevenção, orientando sobre as melhorias nos equipamentos de combate a incêndio e nos treinamentos aos nossos funcionários”, garantiu o diretor administrativo.

 

Segundo a Gerente de Enfermagem do HSJB, Cíntia Cristine da Silva, nesse primeiro momento a equipe irá realizar o diagnóstico da Instituição, realizando levantamento das áreas de risco, rota de fuga, extintores, entre outros itens. “Eles irão realizar também treinamentos com os profissionais da instituição baseado no levantamento do diagnóstico. Implantar uma brigada de incêndio na empresa é um ato de respeito à vida dos colaboradores e usuários", disse a gerente.

 

O secretário municipal de Saúde, Alfredo Peixoto, explica que a contratação desses profissionais é importantíssima, pois garante a integridade física daqueles que frequentam o hospital, além de preservar o patrimônio público. “Essa primeira fase é essencial porque eles vão executar testes dos equipamentos de combate a incêndios, que com o tempo eles naturalmente podem apresentar desgastes. Também fará parte dos treinamentos tomar medidas de segurança, a fim de conscientizar os colaboradores sobre cuidados preventivos, além de orientá-los sobre como devem proceder ao alarme de um possível acidente no hospital”, concluiu o secretário.

 

Por Fátima Santos Secom/VR