Cidadãos podem apresentar projetos para o futuro de Volta Redonda

Plano Estratégico Municipal Digital está disponível pela internet para receber propostas de melhorias para os próximos 20 anos no município

 Os moradores de Volta Redonda podem participar das melhorias futuras da cidade e um dos canais é o PEM Digital – etapa do Planejamento Estratégico Participativo (PEM), que tem como objetivo pensar a cidade para os próximos 20 anos. O diretor de Transparência e Controle Social da Secretaria de Planejamento, Transparência e Modernização da Gestão (Seplag), Marcos Vinícius Delgado, explica que qualquer morador de Volta Redonda pode acessar o portal e contribuir com propostas para o município.

 

 “O PEM Digital é um espaço onde cada cidadão pode, acessando o portal, deixar ali o seu projeto, seja uma organização, um grupo de pessoas, um movimento social, qualquer um pode deixar ali o seu sonho para Volta Redonda para os próximos 20 anos”, afirmou Marcos Vinícius.

 

Quem quiser contribuir, basta acessar o site http://bit.ly/PlanoEstrategicoVR e inscrever o seu projeto. No endereço eletrônico, o cidadão encontra também exemplos de projetos para se inspirar e diagnóstico de várias áreas como saúde, sustentabilidade, inclusão, entre outros.

 

 “Deixamos o prazo em aberto para dar maior liberdade na hora de cada um contribuir. O prazo final está previsto para meados de março de 2019, quando estaremos finalizando as etapas de consolidação das propostas do planejamento estratégico, para colher essa informações obtidas pela internet e de outras etapas”, explicou o diretor.

 

 De acordo com o secretário de Planejamento, Transparência e Modernização da Gestão, Enock Azevedo, as outras etapas do PEM acontecem simultaneamente.  “Além do PEM Digital, a Seplag criou o VR Jogo em Jogo que, de forma lúdica, mistura os elementos do PEM, trazendo para os participantes, uma forma de interagir com os problemas e propor soluções a partir deles. Um jogo de tabuleiro, fácil, e que está sendo aplicado nas escolas, institutos federais, universidades da região, colhendo a visão dos jovens”, explicou o secretário.

 

 Enock afirmou ainda que outras etapas envolvem a consolidação dos planos municipais em um só. “É para que o PME tenha uma única voz, uma unicidade. As propostas cadastradas no PEM Digital serão apreciadas pela gestão, para que ela faça uma análise e consolide no caderno do PEM que é o produto final”.

 

 PEM – O Plano Estratégico Municipal está previsto na Lei Municipal 5.367 de 5 de Julho de 2017 que trata da Reforma e Modernização Administrativa. O Plano tem por objetivo pensar a cidade para daqui a 20 anos, destacando projetos a serem executados a longo prazo pela administração pública de modo a propor diretrizes para o desenvolvimento humano, social e econômico do município de Volta Redonda.

 

 O PEM 2017-2037 visa dar espaço a projetos a serem executados a longo prazo, não necessariamente projetos arquitetônicos com profundo detalhamento. Os projetos servirão como base do governo para a elaboração, execução, controle e avaliação de políticas públicas em 10 áreas da gestão municipal.

 

Por Raphael Martiniano / SecomVR