Serviço de consultoria Urban Systems divulgou o Ranking Connected Smart Cities 2019 e o município se destacou em dois eixos

 

O trabalho que a Prefeitura de Volta Redonda vem realizando em todo o município é comprovado através de reconhecimento.  O relatório, elaborado pela empresa de consultoria e inteligência de mercado Urban Systems, de atuação nacional, mostrou que Volta Redonda está entre as 50 cidades do Brasil que mais investem em saúde e tecnologia e inovação. O objetivo desse estudo é mapear os municípios com maior potencial de desenvolvimento no país. O Ranking Connected Smart Cities 2019 foi divulgado nesta terça-feira e o município aparece em dois eixos.

 

Dentro do eixo da Saúde, Volta Redonda aparece em 43º, a frente de cidades como Botucatu (SP), Goiânia (GO) e Blumenau (SC). Alguns indicativos foram levados em consideração como: oferta de leitos, profissionais qualificados, cobertura de atendimento, investimento público no setor e mortalidade infantil.

 

Foram considerados ainda indicadores de infraestrutura de saneamento básico, uma vez que,  segundo a revista, a ausência de acesso a água potável e a coleta de esgoto pode indiretamente acarretar problemas de saúde na população, conforme conceito de conectividade entre os eixos que compõe este estudo.

 

Já no eixo de Tecnologia e Inovação, o município ficou em 50º no ranking geral. No estado do Rio de Janeiro, Volta Redonda é a terceira cidade que investiu em tecnologia e inovação, ficando atrás de cidades como Rio de Janeiro e Niterói. Os indicadores para esse eixo envolvem capital humano, infraestrutura de telecomunicações (fibra ótica e 4,5G), produção de conhecimentos (patentes) e incentivo a pesquisa.

 

Para o prefeito Samuca Silva esses resultados são frutos de um trabalho que vem sendo realizado dia a dia para o bem estar de toda a população, principalmente com investimentos na saúde.

 

“Mesmo com todo o endividamento, com gestão eficiente estamos conseguindo avançar. Com investimentos na saúde, por exemplo, zeramos a fila de espera para mamografia. Continuaremos desenvolvendo um excelente trabalho. Essa pesquisa mostra que estamos no caminho certo. Ainda há muito que fazer, mas nossa equipe está trabalhando incansavelmente pela nossa cidade”, disse o prefeito.

 

A elaboração do ranking é feita por meio de análise de publicações nacionais e internacionais e indicadores sobre a temática de cidades inteligentes, sustentáveis, conectadas e assuntos correlatos. Foram mais de 900 projetos e 700 cidades analisadas, 11 eixos temáticos e mais de 300 indicadores de desenvolvimento econômico sustentável utilizados em padrões internacionais que ajudam a minimizar riscos e sinalizam oportunidades de negócios.

 

Por Renan Ferreira - Secom/VR