Bate-papo entre prefeito e estudantes aconteceu em escola do Conforto

 

Cerca de 140 alunos do 9º Ano do Ensino Fundamental da Escola Municipal Dr. Jiulio Caruso, no Conforto, participaram na manhã desta quarta-feira, dia 3, da terceira edição do Papo Reto – um bate-papo entre estudantes da rede de educação da cidade com o prefeito de Volta Redonda, promovido pela Coordenadoria Municipal da Juventude (CoordJuv).

 

“O principal objetivo é aproximar os alunos do poder público, fazer com que eles tenham voz. Além disso, é feito um acompanhamento das demandas. Os estudantes trazem demandas e a gente acompanha posteriormente, e enviamos um relatório para o gabinete. O prefeito quer saber se o quê eles cobraram foi resolvido”, explicou o coordenador da Juventude de Volta Redonda, Luciano Campos.

 

Uma dessas demandas veio da aluna Ana Beatriz Mansur, que citou a necessidade de melhorias nas salas de aula, como reforma estrutural, instalação de cortinas e troca de ventiladores. O prefeito prometeu trocar as cortinas com recurso da Educação e pediu a colaboração para que os novos itens sejam bem cuidados.

 

“Temos 104 escolas e um desafio imenso, principalmente por falta de recursos. Já reformamos 38 escolas e nossa meta é chegar a 50 até o ano que vem. Vou solicitar a troca das cortinas e monitorar o cuidado com elas. Consegui uma verba em Brasília para a instalação de ar-condicionado em escolas, mas ainda serão avaliadas quais unidades serão contempladas. E temos ventiladores em estoque, que podemos trocar nas salas se necessário”, explicou Samuca.

 

O prefeito respondeu ainda sobre outros questionamentos relacionados à educação, como valorização dos professores, implantação de projetos em escolas estaduais que estão sendo fechadas, entre outros. As melhorias foram alinhadas com a secretária de Educação, Rita Andrade, que estava presente no Papo Reto.

 

A saúde também foi tema do encontro e questionada pelos estudantes, como a jovem Maria Fernanda, que relatou problemas no atendimento. Samuca Silva confirmou a necessidade de melhoria e destacou o que vem sendo feito pela administração municipal.

 

“Nossas unidades tem 42% de seu atendimento vindo de outros municípios da região. Temos que gastar 15% com saúde, mas gastamos 38% atualmente. Estamos tomando medidas como criar equipe de plantão de médicos e administrativo, colocando pontos eletrônicos, compramos o Hospital Santa Margarida, criamos o Hospital do Idoso. Também estamos na fase de transição de funcionários pagos por RPA (Recibo de Pagamento Autônomo) para concursados. Não faltam recursos. Estamos trabalhando para melhorar o atendimento direto com o cidadão”, ressaltou o prefeito.

 

Samuca Silva respondeu ainda perguntas sobre temas como condições dos ônibus da cidade, das ruas, investimento em turismo, geração de empregos, segurança, meio ambiente, entre outros.

 

“O Papo Reto permite que eu venha à escola para falar da cidade, dos problemas, dos desafios, do planejamento da cidade que não para. É uma boa oportunidade para conversar, ouvir críticas e também apresentar um plano de ação para as demandas apresentadas. Pude reforçar compromissos como melhorar os salários dos professores, gerar mais empregos, melhorar o atendimento na saúde, e muitas outras demandas para melhorar a vida do cidadão”, comentou o prefeito.

 

Por Raphael Martiniano, com fotos de Evandro Freitas / SecomVR