Ação preventiva criada para reduzir circulação do novo coronavírus no município colabora para garantir o atendimento na rede de saúde

 

Em quase três meses de operação, o Cinturão de Segurança nos acessos a Volta Redonda já promoveu mais de 480 mil abordagens a veículos. A ação preventiva é realizada desde o dia 20 de março e tem como objetivo reduzir a circulação do novo coronavírus na cidade, integrando a série de ações estratégicas de combate à pandemia de Covid-19. Ressaltando a importância dessas ações, o prefeito Samuca Silva alerta que os casos estão avançando para o interior e periferias, e que é necessária a preservação de leitos.

 

Os números referentes aos bloqueios são da Guarda Municipal (GMVR) que atua no cinturão e também apontam que mais de 13,8 mil veículos precisaram retornar após a abordagem. Os bloqueios nas entradas do município são determinados pelo Decreto Municipal 16.147, que proíbe o acesso de carros, motos, táxis e transporte por aplicativo vindos de outros municípios. Motoristas que comprovarem residência em Volta Redonda podem acessar a cidade normalmente.

 

“Temos que preservar os moradores de Volta Redonda, garantindo o atendimento em nossa rede de saúde. Estamos investindo também com a abertura do Centro Municipal de Saúde, no antigo Hospital Santa Margarida, ampliando leitos, distribuindo máscaras e sabonetes, temos o Hospital de Campanha, e, nesse momento, é importante a participação de todos. Se puder, fique em casa. Se sair, se proteja, use máscara e higienize as mãos”, orientou o prefeito.

 

Agentes da Saúde também participam das abordagens, orientando os motoristas e medindo a temperatura dos ocupantes dos veículos. O cinturão conta ainda com barreiras físicas (manilhas) em alguns pontos.

 

Os bloqueios estão distribuídos por quatro regiões do município. No bairro São Luís, o fechamento ocorre no acesso à Avenida Francisco Crisóstomos Tôrres, pela rua lateral ao posto BR-393. O mesmo acontece no acesso ao Túnel 20 e à rua Rio Araguaia, no bairro Água Limpa, para quem chega da Rodovia do Contorno e de Pinheiral.

 

Na Rodovia BR-393, o bloqueio é realizado tanto para os motoristas que vêm do bairro Santo Agostinho e desejam acessar a Avenida Radial Leste, quanto para quem segue no sentido oposto (Jardim Amália-Santo Agostinho), com fechamento de via no retorno.

 

Os motoristas que seguem no trajeto Barra do Piraí-Volta Redonda pela BR-393 encontram dois pontos de bloqueio: um no primeiro acesso à Rua Arlindo Soares (próximo à Rodovia do Contorno) e outro no último acesso à mesma via, pela Estrada Lateral.

 

Secom VR – Fotos de arquivo