Guarda Municipal e Smac preparam mais um grupo de 100 alunos para a Guarda Mirim

Aula inaugural aconteceu no Cras do bairro São Luiz, com alunos e pais

 

A Guarda Municipal de Volta Redonda, em parceria com a secretaria municipal de Ação Comunitária (Smac) promoveram na terça-feira, dia 07, a aula inaugural do curso ‘Guarda Mirim’, na sede do Centro de Referência e Assistência Social (Cras), no bairro São Luiz. Serão formados em dois meses, um grupo de 100 alunos das escolas municipais, de oito aos 15 anos, divididos em 4 turmas.

 

A seleção foi realizada pela direção do Cras que recebeu as inscrições dos pais interessados. O secretário de Ação Comunitária, Marcus Vinicius Convençal, analisou o objetivo do projeto. “É um curso de extensão importante para as crianças e adolescentes que vão conhecer o trabalho da Guarda Municipal, amiga e acolhedora, e serão inseridos na participação cívica e de cidadania”, frisou.

O grupo terá aulas as terças e quintas feiras, de 8h às 11h e da 14h às 17h, de agosto a setembro, com carga horária de 280 horas, na sede da Guarda Municipal, sendo certificados ao final. Todos vão receber transporte, uniforme e lanche durante a preparação. A nova Guarda Mirim terá noções de primeiros socorros, disciplina, ética, direitos humanos e cidadania, prevenção ao uso de drogas, educação ambiental, saúde pública, prevenção à violência doméstica, oficina de esporte, educação no trânsito.

O curso, que começa na próxima terça-feira, dia 14, será ministrado pela guarda municipal Priscila Monteiro. “Os guardas mirins, serão agentes multiplicadores de conhecimentos, tendo como benefício o desenvolvimento intelectual, cultural, e de integração que o projeto promove. Aproximando família, escola e sociedade”, comentou.

O prefeito de Volta Redonda, Samuca Silva, comentou o projeto. “Somente vamos construir uma cidade melhor se os investimentos na área social, em projetos que atendam as crianças e adolescentes continuarem sendo prioridade na nossa gestão. E vamos continuar investindo”, afirmou Samuca.

O pai de um futuro guarda mirim, Paulo Sérgio Aguiar Coelho, 51 anos, técnico agrícola, estava orgulhoso com a seleção do seu filho, Pedro Paulo, de 13 anos: “Será muito útil para as crianças porque servirá para vida inteira o que vão aprender. É um apoio positivo para as famílias sob vários assuntos,porque as crianças aprenderão  o respeito às disciplinas, terão orientações importantes para um crescimento sadio”, analisou Paulo.

 

Por Afonso Gonçalves, com fotos de Geraldo Gonçalves