Leilão é o resultado do trabalho de fiscalização que a Guarda Municipal faz em toda a cidade

 

A Guarda Municipal de Volta Redonda colocou a venda nesta segunda-feira, dia 29, 183 veículos através de um leilão que aconteceu no auditório da secretaria municipal de Educação, no bairro Niterói. Desse total, apenas dois veículos não receberam nenhum lance e vão retornar para o pátio. No próximo leilão eles irão para o lote de sucatas. Dos 181 que foram arrematados, 140 são carros e motos a serem regularizados e 41 sucatas a serem prensadas.

 

Estavam presentes no auditório da secretaria municipal de Educação, 162 pessoas e 407 estavam online de diversas localidades do Brasil. Os valores arrecadados são estimados, pois necessitam de confirmação do pagamento pelo arrematante, que tem o prazo de dois dias úteis.

 

Os valores arrecadados no leilão, com veículos para serem regularizados foram de R$ 262.243,80 e com sucatas a serem prensadas R$ 5,7 mil, totalizando 267.943,80. Desses valores estimados, de acordo com a lei, serão descontadas as despesas do leiloeiro, de diária, taxa de reboque, multas e IPVA. O saldo remanescente, se houver, vai para conta do ex-proprietário.

 

De acordo com inspetor da Guarda Municipal, Valdo Gomes Rocha, o leilão é o resultado do trabalho de fiscalização que a Guarda Municipal faz em toda a cidade. “O leilão foi criado para dar rotatividade no depósito da Guarda Municipal e para tirar de circulação os veículos irregulares. Com isso a Guarda Municipal consegue dar mais segurança ao trânsito, pois tira de circulação os veículos que não atendem os requisitos da legislação. Vale lembrar que de acordo com o Código Brasileiro de Trânsito esses veículos que foram apreendidos devem ficar até 60 dias no pátio e depois podem ser colocados em leilão. O proprietário tem até a véspera do leilão par retirar o seu veículo”, disse o inspetor.

 

Fátima Santos com fotos de Geraldo Gonçalves -  SecomVR