Palestras sobre saúde pública e planejamento familiar foram realizadas no CRAS do bairro Santa Cruz

 

Nesta quinta-feira, dia 04, os alunos do projeto ‘Guarda Mirim’, que tem entre 8 e 15 anos, participaram de mais uma aula. Desta vez o tema da palestra foi saúde pública e planejamento familiar, ministrada pela psicóloga Selma Tavares e pela fonoaudióloga Miriani Nogueira, do Instituto Ideais. A aula foi realizada no CRAS do bairro Santa Cruz.

 

De acordo com as palestrantes o projeto é importante porque trabalha com prevenção. “A prevenção é feita nessa idade. Nós abordamos do assunto de uma forma que eles consigam entender, falamos sobre respeito, da importância do amor e da família, e as causas e consequências do não planejamento familiar”, informou Selma.

 

“Essas são as primeiras turmas do ano. Aqui as crianças recebem vários tipos de instruções. Hoje, por exemplo, eles estão aprendendo sobre saúde pública. A intenção do projeto é tornar essas crianças agentes disseminadores de informação, eles vão sair daqui e passar todo esse conhecimento para os pais e familiares em casa”, comentou a coordenadora do projeto, Priscila Monteiro.

 

Matheus Henrique, de 10 anos, contou que está muito animado por participar do projeto. “Estou gostando e aprendendo muito aqui. Eu conto tudo que aprendo aqui para os meus pais. E se algum amigo meu me perguntar vou dizer para ele participar também”, disse.

 

A Guarda Mirim é um Projeto Social da Guarda Municipal em parceria com a SMAC, que acontece semestralmente em comunidades previamente selecionadas por uma equipe da SMAC que identifica o público alvo. Atualmente o projeto trabalha com 100 vagas de guardas mirins, sendo que o Projeto acontece em dois bairros diferentes atualmente, Santa Cruz e Voldac. Cada bairro dispõe de 50 vagas, 25 na parte da manhã e 25 na parte da tarde.

 

Os jovens do projeto devem ser estudantes da rede pública de ensino, ter idade entre 8 e 15 anos. Ao longo do projeto eles recebem diversas instruções como primeiros socorros; ética, direitos humanos e cidadania; saúde pública e planejamento familiar; trânsito; noções de meio ambiente; combate e prevenção às drogas; entre outras atividades.

 

O prefeito de Volta Redonda, Samuca Silva, comentou o projeto. “Somente vamos construir uma cidade melhor se os investimentos na área social, em projetos que atendam as crianças e adolescentes continuarem sendo prioridade na nossa gestão. E vamos continuar investindo. É importante que os alunos tenham estes conhecimentos, desde cedo. Esta é uma contribuição que estamos fazendo para a construção da cidadania.”, afirmou Samuca.

 

Por Ana Maria Mansur, com fotos Gabriel Borges / SecomVR