Ação tem como objetivo verificar lotação, cumprimento de horários e higienização dos ônibus, além do uso obrigatório das máscaras

 

Como medida de prevenção à Covid 19, o Novo Coronavírus, a Prefeitura de Volta Redonda estabeleceu exigências para o transporte público da cidade. E, para verificar o cumprimento das normas, a Secretaria de Transporte Mobilidade Urbana (STMU) vem intensificando as fiscalizações. Ao todo 468 veículos foram inspecionados durante os primeiros 15 dias de ação da secretaria.  O objetivo é verificar se as empresas estão cumprindo o Decreto nº 16084/2020 que estabelece que os ônibus transportem apenas passageiros sentados, com espaçamento de bancos, evitando aglomerações.

 

Para Felipe Almeida, morador do bairro Retiro, a fiscalização no transporte é essencial. “Nem todos podem ficar isolados e muitos precisam trabalhar. Para nós, que utilizamos os ônibus, é importante ver a prefeitura realizar essas fiscalizações e cobrar que as empresas também tenham responsabilidade”, contou.

 

“Estamos realizando diversas fiscalizações no transporte público de Volta Redonda. O respeito a essas medidas é fundamental para diminuir o contágio entre as pessoas. Vale lembrar que o uso de máscaras é obrigatório na cidade e todos devem utilizar o equipamento, inclusive no transporte público”, explicou o prefeito Samuca Silva.

 

Nesta quinta-feira, dia 07, foi realizada mais uma inspeção pelas equipes da STMU, sendo uma no ponto da rodoviária e outro na Avenida Amaral Peixoto. Na ocasião, 51 veículos foram vistoriados, sendo que oito foram notificados e quatro autuados. No total, 468 veículos de quatro empresas foram averiguados. Com isso, já foram aplicadas 43 autuações e expedidas 17 notificações para as empresas que realizam o transporte público na cidade.

 

 “É importante destacar que as fiscalizações estão sendo realizadas quase que todos os dias. Além da lotação, estamos fiscalizando o cumprimento dos horários e a higienização. Na última semana realizamos uma inspeção voltada também ao motorista e cobrador, sobre o uso obrigatório das máscaras. Nosso objetivo é proteger o trabalhador e oferecer à população um transporte público de qualidade”, explicou o secretário da STMU, Rogério Loureiro.

 
Secom com fotos Gabriel Borges