Ação de prevenção ao novo coronavírus diminuiu a circulação de pessoas no terminal rodoviário; ônibus das linhas municipais passam por higienização

 

A Rodoviária Prefeito Francisco Torres, em Volta Redonda, tem nova rotina desde a terça-feira, dia 17, quando as viações Cometa e Cidade do Aço, responsáveis por mais de 90% das viagens com partida e chegada no terminal, deixaram de operar por tempo indeterminado. A medida tem como objetivo diminuir a circulação de pessoas na rodoviária e assim evitar o contágio pelo novo coronavírus, além de respeitar o isolamento das cidades de São Paulo e Rio de Janeiro, principal destino das duas empresas citadas.

 

De acordo com o secretário de Transporte e Mobilidade Urbana, Maurício Batista, a interrupção do serviço prestado pelas viações Cometa e Cidade do Aço é uma ação de prevenção à Covid-19. “Todos os dias essas empresas têm ônibus saindo e chegando a Volta Redonda, de 30 em 30 minutos. A parada na operação diminuiu em quase 90% o movimento na rodoviária, que chega a duas mil pessoas por dia”, disse.

 

Até o momento, as empresas Útil, Colitur, Caiçara, Progresso, Gontijo, Nossa Senhora Aparecida, Sampaio e Resendense continuam operando normalmente. A orientação é ampliar as ações de higiene pessoal e do local de trabalho. Colocação de equipamentos como álcool em gel e toalhas de papel.  Também é recomendado o aumento na frequência de limpeza dos locais onde muita gente coloca as mãos.

 

LINHAS MUNICIPAIS – A diretora de Transporte da Secretaria de Transporte e Mobilidade Urbana (STMU), Ana Liege Dornelas, informou que a secretaria solicitou a higienização dos veículos que atendem as 53 linhas municipais de Volta Redonda. Hoje, cerca de 200 carros circulam diariamente pela cidade. “A higienização está sendo feita quando os ônibus chegam na garagem e no intervalo da escala de um veículo para o outro”, explicou.

 

Ela acrescentou que a prefeitura também orientou sobre a campanha preventiva através de material de propaganda que serão disponibilizados dentro dos ônibus e no vidro traseiro. “A Secretaria de Comunicação elaborou o material que será confeccionado pelas empresas”, explicou Ana Liege.

 

Por Renata Borges com fotos de Gabriel Borges e divulgação – Secom/VR