Samuca determina que Sindpass assuma 9 linhas operadas pela Sul Fluminense

 

O prefeito de Volta Redonda, Samuca Silva, determinou, nesta segunda-feira, dia 23, que o Sindicato das Empresas de Transporte de Passageiros (Sindpass) assuma nove linhas atualmente operadas pela Viação Sul Fluminense. Essa é mais uma medida que visa melhorar o transporte coletivo na cidade. O motivo é o grande número de reclamações por parte dos passageiros. As empresas que compõe o Sindpass devem operar, em conjunto com a atual viação, a partir de janeiro de 2020.

 

A medida, segundo o prefeito Samuca Silva, é paliativa até que as 29 linhas da empresa sejam licitadas. Em maio deste ano, o prefeito decretou a caducidade da concessão da Sul Fluminense pela má qualidade do serviço prestado.

 

“Atualmente, a empresa atua com cerca de 12 veículos nessas nove linhas. Nosso objetivo e chegar a mais de 35 ônibus operando nessas linhas, podendo ser até em conjunto com a própria Sul Fluminense. Queremos melhorar a qualidade dos ônibus, o cumprimento dos horários e, obviamente, que a população deixe de ser prejudicada”, destacou o prefeito Samuca.

 

As linhas que serão operadas junto com as empresas do Sindpass, de forma provisória, são: 300; 305; 310; 315; 400; 405; 505; 545 e 550. Segundo o prefeito Samuca, a medida também ajudará a melhorar o transporte em outras linhas. Entretanto, o prefeito destacou que o objetivo principal é realizar a licitação definitiva das linhas.

 

“Vamos lutar até o fim para realizar de forma definitiva a licitação. Estamos do lado da população, que merece um transporte de qualidade. A Justiça proibiu o chamamento público emergencial. Mas estamos no TCE em processo de finalização do edital de licitação para contratação definitiva da nova empresa”, disse Samuca.

 

De acordo com o secretário de Transporte e Mobilidade Urbana, Maurício Batista, a determinação de operação de 9 linhas por novas empresas é mais um ato de coragem do governo municipal. "Já sabíamos que realizar a primeira licitação da história da cidade não seria tão fácil. Mas esta ação de hoje representa um ato de coragem do prefeito, que não quer esperar a licitação para propor melhorias ao transporte público", completou.

 

SecomVR - com foto arquivo