Ponte Dr. Murilo Cesar foi incluída na série e objetivo é estabelecer programa de manutenções regulares

 

Técnicos do Instituto de Pesquisa e Planejamento Urbano de Volta Redonda (IPPU-VR) e da Secretaria Municipal de Infraestrutura (SMI) estiveram vistoriando a Ponte Dr. Murilo Cesar dos Santos, que liga os bairros Aterrado e Niterói, na manhã desta segunda-feira, dia 25. A ponte foi incluída no encerramento da primeira etapa de vistoria nas pontes, viadutos e passarelas que a prefeitura vem realizando no município, com o objetivo de estabelecer um programa de manutenções sistemáticas.

 

Durante a inspeção, foram avaliadas a integralidade do sistema de sustentação e a drenagem que, segundo o presidente do IPPU-VR, Marcio Lins é uma grande causa de deterioração das pontes. “Quando não cuida bem da drenagem e das juntas de dilatação, a redistribuição da água mal direcionada vai atacando os elementos da estrutura”, ressaltou Marcio Lins.

 

A vistoria foi elogiada pelo militar Claudio Pereira da Silva, que é morador do Jardim Primavera e sempre utiliza a ponte Dr. Murilo Cesar para ir ao Aterrado a pé. “É a primeira vez que vejo vistoria aqui e tem que ter sim. Essa ponte aqui nem tanto, mas a outra aqui próxima, que é metálica, tem um trecho que a chapa balança um pouco. Costumo usar todas as duas pontes e essa aqui eu uso mais por ser mais firme e não tenho visto nenhum problema não”, frisou Claudio.

 

Dentro do cronograma da prefeitura, outras quatro edificações foram vistoriadas: Ponte Dom Waldyr Calheiros Novais, que liga o bairro Aterrado ao Aero Clube; ponte da Avenida Radial Leste; Viaduto Nossa Senhora das Graças; e Viaduto Heitor Leite Franco.

 

“Paramos com essa aqui e vamos fazer o relatório dessa série, entregá-lo para a SMI com as necessidades dos reparos mais urgentes. E vamos montar a sistemática de inspeção rotineira, regular”, explicou o presidente do IPPU-VR.

 

De acordo com o secretário de Infraestrutura, Toninho Oreste, assim que o relatório inicial ficar pronto, as equipes da SMI entrarão em ação se for necessário. “Se for detectada uma necessidade urgente, estamos prontos para atuar nos reparos. Esse trabalho vai colaborar para melhorar a distribuição de equipes para as manutenções regulares”, afirmou Toninho Oreste.

 

O prefeito Samuca Silva ressaltou que esse modelo de trabalho novo foi iniciado com foco em aprimorar a prevenção. “Pedi às equipes que intensifiquem os trabalhos e que também mantenham essas vistorias regularmente. Temos que trabalhar constantemente para melhorar cada vez mais a segurança da população e minimizar possíveis problemas causados pelo tempo nessas estruturas”.

 

Por Raphael Martiniano, com fotos de Gabriel Borges / SecomVR