Menores puderam fazer cursos de elétrica predial, barbearia e informática básica

 

A prefeitura de Volta Redonda, através da Fundação Beatriz Gama, capacitou mais 150 jovens que estão cumprindo medidas sócio educativas no Degase (Departamento Geral de Ações Sócio educativas), unidade estadual, nesta sexta-feira, dia 26, no bairro Roma. Os menores foram capacitados nos cursos de Elétrica Predial, Barbearia e Informática Básica, cursos ministrados por professores da FBG. Todos os alunos foram certificados.

 

O presidente da Fundação, Davi Silva, lembrou que a FBG tem como missão oferecer oportunidades aos jovens. “Uma profissão gera um emprego que pode mudar a vida das pessoas, fazer as famílias avançar e conquistar uma vida melhor no dia a dia. A Fundação está aberta nas parcerias com o Estado, é importante esta união para que as coisas boas aconteçam, preparando novas oportunidades no mercado de trabalho”, disse.

 

O prefeito Samuca Silva comentou a capacitação. “Vocês são jovens e estão tendo uma grande oportunidade em aprender, e fazer a escolha correta. Nos últimos três anos, cerca de 1000 jovens do Degase puderam fazer os cursos oferecidos nesta parceria com a prefeitura e mudar de vida. Todos sairão formados, com um certificado, uma profissão e chances maiores na vida”, comparou.

 

O diretor do Degase, Klein Duarte, comentou a parceria com a prefeitura na formação dos jovens que estão cumprindo as medidas sócio educativas determinadas pelo Poder Judiciário.

O Degase em Volta Redonda a mais de 10 anos tem uma parceria com a Fundação Beatriz Gama. O governo do prefeito Samuca reforçou esta parceria e aumentou os cursos profissionalizantes oferecidos aos adolescentes em situação de sócio educandos. O Cense Volta Redonda com a coordenação regional do Departamento, na pessoa de Adriano Guedes Custódio só tem a agradecer ao prefeito pela intensidade e a diligência na consecução dos cursos profissionalizantes feitos na unidade”, enfatizou.

 

Representantes de três igrejas presentes ao evento, citaram exemplos bíblicos de superação com a fé e exaltaram os jovens a não desperdiçar as oportunidades que estão recebendo com a capacitação profissional: “É muito importante para eles, jovens, aprender os cursos da Fundação porque jovens não podem ficar sem perspectivas de futuro na vida”, afirmou Elisa Ferreira, que representou a comunidade católica de três igrejas das comunidades de Siderópolis, Conforto e Aterrado. Os jovens passam por uma reavaliação de 6 em 6 meses.

 

O bispo José Carlos Júnior (Missão Betesda) assegurou que “os jovens receberam uma grande oportunidade para fazer a escolha certa,  para vencer as incertezas e dificuldades da vida”.  O obreiro da Universal, Laerte Miranda, aconselhou: “Quando sair daqui, o jovem deve fazer valer o seu diploma e escrever uma nova história para a sua vida”. A mãe de um dos alunos, Maria Xavier, 52 anos, estava feliz com a formação do filho, Douglas, que fez os três cursos oferecidos pela Fundação. O jovem Lucas Santos França fez o agradecimento aos professores em nome dos formandos.  

 

O jornalista Adriano Lizarelli, porta voz institucional também participou da solenidade. Presentes  o secretário de Comunicação, Fernando Samuquinha, o diretor pedagógico da FBG, Rodrigo dos Santos, o coordenador do PAIFSS (Programa de abolição a Ideologia Faccional do Sistema Sócioeducativo),Thiago Diniz Carvalho, o coordenador médico da Atenção Básica da SMS, DR. Luiz Eduardo Bielinski Giamattey, a pedagoga do órgão estadual, Angela Maria Pereira Lopes, os professores Márcio José dos Santos (elétrica), Juliano Tavares (Barbearia).  No final, uma comemoração com bolo, suco e canjiquinha foi servidos aos pais, alunos, e convidados.   

 

Por Afonso Gonçalves, fotos de Geraldo Gonçalves, SecomVR