Furban entrega contenção na Servidão Germano Moreira, no Retiro

Uma obra está pronta e a segunda será entregue em 30 dias

 

O Furban (Fundo Comunitário de Volta Redonda) está finalizando uma contenção de encosta na Servidão Germano Moreira, conhecida como Grota do Germano, no bairro Retiro. Uma segunda obra de contenção e melhorias na entrada da servidão começa nesta quarta-feira, dia 5, e será entregue nos próximos 30 dias. Cerca de 30 famílias estão sendo beneficiadas pelas melhorias de acesso a servidão no núcleo Grota do Germano.

 

A primeira contenção, em blocos de concreto, está concluída. A segunda obra, uma contenção na parte mais baixa que está sofrendo erosão com as águas das chuvas, que vai garantir a segurança neste setor, com a proteção do acesso pelos moradores, começou nesta quarta-feira, dia 4. O diretor geral do Fundo, Ronie Oliveira, comentou os investimentos nos núcleos de posse. “O Furban está cumprindo o seu papel de priorizar os investimentos nos núcleos informais urbanizados para garantir melhor segurança aos moradores, principalmente nesta época de chuvas, atuando de forma preventiva. O prefeito Samuca Silva, com a intenção de cuidar das pessoas, orientou que a gente fizesse o planejamento e o monitoramento dessas intervenções junto com a Defesa Civil, secretaria de Infraestrutura e Meio Ambiente”, destacou.

 

O prefeito de Volta Redonda, Samuca Silva, contou que as obras foram feitas pelo Fundo Comunitário com recursos municipais. “Não pode haver desperdícios do dinheiro público e mesmo com recursos escassos, o poder público tem de oferecer todo o apoio a essas famílias que precisam da nossa intervenção. A nossa gestão está monitorando os núcleos de posse informais urbanos e fazendo o planejamento necessário à segurança dos moradores. Estamos em estado de alerta na Defesa Civil até março de 2019, com toda a máquina de governo pronta para agir em defesa da população em casos de emergência”, afirmou.

Moradores do local aprovaram a ação do município. “Ficou bom este trabalho da prefeitura, porque se isso caísse a gente não teria nem onde passar. Agora está seguro”, disse Priscila Tomé de Oliveira, 30 anos, dona de casa.

 

Outro morador, Francisco Ermelino de Souza, agradeceu. “Foi uma obra boa que estava precisando. Os moradores daqui tem que ser unidos para pedir as melhorias que estão chegando. Estamos satisfeitos que o Furban esteja olhando por nós”, afirmou o senhor Francisco.

 

Afonso Gonçalves, fotos de Evandro Freitas, Secom