Novo grupo, com cerca de 30 alunos que participaram do Mutirão do Emprego, é capacitado

A Fundação Educacional de Volta Redonda (FEVRE), está preparando uma nova turma do curso Líder de Portaria e Controle de Acesso, que terão hoje, quinta-feira, dia 27, e amanhã, uma carga horária total de 8 horas. Amanhã, sexta-feira, dia 28, todos serão certificados após mais 4 horas de capacitação. O curso está acontecendo das 13h30 às 17h30 no setor de treinamento da Fundação, no Colégio Getúlio Vargas, no bairro Laranjal, pela diretora de Qualificação e Treinamento, Cléia Camilo, auxiliada pela professora Mariana Carneiro.

Os novos profissionais poderão atuar no mercado, disputado vagas em portarias de escolas, empresas, prefeituras, edifícios comerciais, universidades e instituições diversas. São pessoas que estiveram presentes no Mutirão do Emprego em 1º de Maio na Ilha São João e não tinham qualificação exigida pelas empresas: “O objetivo é sensibilizar, conscientizar e prepará-los para o mercado de trabalho com chances de conquistar o emprego para o qual estão sendo qualificados, porque a formação é o diferencial a favor dos candidatos as vagas”, comentou a diretora Cléia Camilo.

O prefeito Samuca Silva, agradeceu a participação dos candidatos: “Fico feliz por vocês que acreditaram no 1º Mutirão do Emprego, enfrentaram filas e conquistaram a qualificação para uma profissão que tem mercado garantido. A Fevre já formou mais de 100 candidatos e vai continuar capacitando e preparando as pessoas para as vagas que vão surgir porque as empresas, cada vez mais, buscam mão de obra qualificada”, disse.  

Ela destacou que a ideia inovadora da participação ativa da Fevre, junto com a prefeitura de Volta Redonda, na qualificação imediata de pessoas é do prefeito Samuca Silva. “Ele se preocupa com o futuro dos jovens e com quem está fora do mercado lutando por um emprego. Nos próximos dias 4 e 5 de julho, a Fundação fará o workshop Liderança, com todo o efetivo da Guarda Municipal”, explicou.

O presidente da Fundação Educacional, professor Waldir Leonel Bedê, deu as boas vindas ao novo grupo: “É um prazer ter vocês aqui. A Fevre é uma instituição com mais de 51 anos de história ajudando a construir futuros cidadãos com muito trabalho educacional. Espero que tirem o máximo proveito do curso que é conhecimento profissional para a vida”, destacou Bedê.   

João Batista de Jesus Balla, 43 anos, comentou: “Este curso vai me ajudar a  melhorar profissionalmente. O que estou aprendendo nunca vou esquecer, porque este saber acrescenta na profissão”.

Alexandre Pereira, 33 anos, do Volta Grande IV, citou os benefícios: “Vai somar na minha grade curricular porque o mercado está muito disputado, terei melhor oportunidade para o emprego”.

 

Por Afonso Gonçalves, fotos de divulgação, Secom